O Coritiba já se mobiliza nos bastidores para suprir a ausência da dupla de volantes Júnior Urso e Willian, negociados nesta semana com o futebol chinês e o campeão brasileiro Cruzeiro, respectivamente. Com a perda de dois jogadores que finalizaram a temporada passada na condição de titulares do sistema de contenção, o técnico Dado Cavalcanti já demonstra apreensão ao processo de reposição das peças perdidas. “Não esperávamos a forma como aconteceu a situação do Urso, mas o futebol é muito rápido, dinâmico e a gente tem que se moldar. A do Willian é uma situação que em termos já estamos preparados, apesar de a perda de um jogador assim ser sentida. Internamente a direção está sabendo disso que precisamos de reposição”, disse o treinador.

Diante da necessidade, e do pedido formal do comandante alviverde, a diretoria observa bons talentos dos campeonatos regionais, principalmente dos centros gaúcho e paulista. “Indiscutivelmente vamos procurar uma reposição para esses atletas. Perdemos dois jogadores que estávamos contando para a temporada e que lamentavelmente são da mesma posição. Isso nos preocupa, e buscamos alternativas dentro do mercado. Tanto o pessoal da captação quanto nós do departamento de futebol estamos na captura, acompanhando de perto os regionais, paulista, gaúcho, mas não tem um tempo pra isso (chegada de reforços)”, afirmou Paulo Thomaz de Aquino, vice-presidente de futebol do clube.

Dinheiro em caixa não deverá ser propriamente um empecilho para a vinda de novos jogadores, uma vez que ambas as transações abasteceram os cofres do clube. No entanto, para passarem pelo crivo da diretoria e comissão técnica, os atletas deverão, assim como Júnior Urso e Willian, mostrar espírito aguerrido. “Tanto a diretoria quanto a comissão técnica está buscando resgatar a alma guerreira do Coritiba. Esse é o perfil do grupo, e dentro disso vamos buscar atletas com perfil similar ao do Urso e do Willian, que se igualem na vontade”, garantiu o dirigente. Apesar de não ter havido um acordo formal sobre o intercâmbio de atletas na transação de Willian com o Cruzeiro, Paulo Aquino não descarta a possibilidade. “Foi uma transação em definitivo, uma oportunidade ao clube e ao próprio Willian. Não teve nada premeditado com relação a isso, mas é uma possibilidade”, disse.

Enquanto reforços não desembarcam no Alto da Glória, Dado Cavalcanti conta com os volantes Gil, Germano e Ícaro, e ainda o lateral-direito Moacir como opções para o setor.

Outro lado

O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, descartou, pelo menos em um primeiro momento, a saída de algum jogador da Raposa para o Coritiba, em troca de Willian. Segundo ele, o clube mineiro quer manter o elenco para a disputa da Libertadores. “O Cruzeiro não está negociando absolutamente ninguém para saída. O grupo está ai, é um grupo forte e o Cruzeiro está fazendo o que fez ano passado. Ter quantidade e qualidade juntos”, afirmou Mattos.