A derrota para o Palmeiras por 2×1, no último sábado (24) já é página virada no Coritiba. A partir desta segunda-feira (26) o foco já é no confronto contra o Belgrano, quarta-feira (28), às 21h45, na Argentina, pela volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. E apesar da derrota por 2×1 na ida, no Couto Pereira, o Coxa viajará em busca da classificação.

Para avançar para as quartas de final da competição, o Alviverde terá que vencer por 2×0 ou por um gol de diferença desde que marque três gols. Uma missão complicada, ainda mais por conta do desgaste que a equipe terá com as seguidas viagens. Mas o técnico Paulo César Carpegiani garante que ninguém descartou o torneio e colocará em campo aquilo que tem de melhor.

“Não jogamos a toalha ainda. Antes temos o jogo de quarta-feira, temos que ficar com a cabeça focada nesse jogo, e depois vamos pensar no América-MG (na próxima segunda-feira). Temos que ir com os jogadores que temos à disposição para tentar reverter o resultado”, afirmou o treinador.

Entre estes jogadores que estarão à disposição está o meia Raphael Veiga. O jogador sofreu uma lesão muscular na coxa na vitória por 1×0 sobre o Sport, no último dia 18, e ficou fora das duas últimas partidas. Por isso, ainda será reavaliado até esta terça-feira (27).

“Estamos vendo o Veiga. Ele está treinando e exite a possibilidade. Mas tenho que conversar com ele e se ainda tiver uma dúvida, temos jogos importantes e decisivos no campeonato. Este também é um jogo decisivo, então ele e o departamento médico vão dar a palavra final”, completou Carpegiani.

Para o volante Edinho, o Coxa terá que jogar na base da vontade, da mesma maneira que o Belgrano atuou no Couto Pereira, e preciso nas chances que criar para conseguir a classificação.

“São sempre jogos difíceis. Temos que igualar na vontade, não dá para jogar bonito, temos que ser eficientes para sair de lá classificados”, analisou o jogador.