Uma semana que vai demorar a passar. Dias que valem por anos. E que principalmente definem o futuro do Coritiba. Até o domingo, quando o Coxa encara o Bragantino pela penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, a expectativa da torcida só vai aumentar. A possibilidade de acesso dentro do Couto Pereira é real – depende, é verdade, do que América-MG e Atlético-GO vão fazer. Mas de qualquer forma a vitória é fundamental, e pode significar o fim de um martírio.

+ Em campo: Robson é desfalque para jogo decisivo

Para o Coritiba subir para a primeira divisão com uma rodada de antecedência, uma de duas situações precisa acontecer: ou o Atlético-GO poder para o Brasil de Pelotas na quinta-feira, ou América-MG não vencer o Guarani na sexta. Os dois rivais alviverdes jogam fora de casa, mas diante equipes que já definiram a permanência na Segundona em 2020. Um possível incentivo ao Bugre é a chance de terminar o campeonato à frente da Ponte Preta, o que realmente faz diferença em Campinas.

+ BAIXE E OUÇA! Podcast De Letra relembra os gols mais bonitos do futebol paranaense!

Se Dragão e Coelho tropeçarem durante a semana, o Coritiba joga por uma vitória simples diante do já campeão da Série B. Isto porque chegaria a 63 pontos e 17 vitórias, o que os dois adversários não atingiriam. Seria um acesso com vitória no Couto Pereira, o que não aconteceu nas últimas duas vezes em que o Coxa voltou à primeira divisão – em 2008, foi com um empate em casa com o Vitória combinado com uma derrota do Criciúma; e em 2010, foi com uma vitória sobre o Duque de Caxias em São Januário.

A festa do acesso em 2010 foi em São Januário. Edson Bastos, Jéci e Dudu, entre outros, estavam lá. Foto: Albari Rosa
A festa do acesso em 2010 foi em São Januário. Edson Bastos, Jéci e Dudu, entre outros, estavam lá. Foto: Albari Rosa

E essa possibilidade seria uma espécie de ‘desfecho ideal’ para uma história atribulada desde o rebaixamento na primeira divisão de 2017. A torcida, que lutou para ajudar o time, teve decepções, principalmente no ano passado, quando as chances de subir desapareceram antes do final do campeonato. Neste ano, o Coxa tem de longe a melhor média de público da Segundona, e garantir o acesso no Alto da Glória seria um presente para o torcedor.

+ Leia mais: Com jogador do Coxa, seleção sub-17 é campeã mundial

Mas mesmo que Dragão e Coelho façam o serviço e o Coritiba chegue no domingo sem a chance do acesso, a partida continuará decisiva. Uma vitória vai manter a equipe dependendo apenas das próprias forças para garantir a volta à Série A. E o Couto Pereira cheio é um fator que melhora o desempenho alviverde. Nas dez partidas com maior público em 2019, o Coxa teve seis vitórias, três empates e uma derrota, com aproveitamento de 70%, melhor que o total da Série B.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Por isso, a torcida e o time vivem período de intensa mobilização. Vencer o Bragantino poderá tanto encerrar com êxito a caminhada alviverde como deixar o acesso a um passo. É uma semana em que o que aconteceu durante 2019 será deixado em segundo plano em nome do objetivo maior. E o domingo vai demorar a chegar.