Já são cinco jogos sem vencer e quatro sem marcar um gol sequer. O Coritiba, de fato, vem caindo de produção no Campeonato Brasileiro. Antes até brigando pela liderança da competição, o Verdão, com 15 pontos, caiu para a oitava posição e começa a ver sua situação cada vez mais delicada no torneio. A derrota para o Cruzeiro por 2×0, na tarde de domingo (25), no Mineirão, comprovou algumas fragilidades do time, que, depois que tomou o primeiro gol, na reta final da etapa inicial, não teve forças para reagir.

“Vínhamos bem e o jogo estava muito equilibrado, com opções de jogadas, tanto de um lado, quanto de outro, com oportunidades. Tomamos o primeiro gol e acredito que o time de alguma forma sentiu. Não entrou com a mesma atitude, postura, que é o nosso forte. Era sempre trabalhar a bola, jogar se aproximar, criar. Infelizmente sentimos depois do gol sofrido. Voltamos do intervalo, não conseguimos envolver. Não foi o jogo que gostaríamos e não foi nem de perto aquilo que fizemos em outras partidas”, explicou o treinador coxa-branca.

O zagueiro Werley lamentou a queda de rendimento do Coxa depois do gol sofrido, aos 37 minutos do primeiro tempo. O capitão coxa-branca afirmou que o Alviverde pecou em erros primários e frisou que o objetivo era de conquistar 18 pontos nas dez primeiras partidas, mas acabou somando apenas 15.

“A gente mandava no jogo, estava terminando o primeiro tempo. O Fábio foi muito feliz em alguns lances a gente está pecando em erros primários. Quando tira a bola, subiu a linha, um sobe e o outro fica. Temos que corrigir isso. Nosso objetivo era fazer 18 pontos em dez jogos. Não foi possível. Fizemos 15. Vamos concentrar agora nos outros jogos do primeiro turno para continuar brigando pelo G4”, emendou o defensor.

A defesa do Coritiba, ponto forte do clube antes das derrotas para Grêmio e Cruzeiro, ambas por 2×0, fora de casa, acabou falhando. O ataque, por sua vez, segue sem reagir. São quatro jogos sem fazer gols e isso é algo que precisa ser corrigido para a sequência do Brasileirão.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

“Há uma queda e enfrentamos dois grandes times, Grêmio e Cruzeiro, fora de casa, que é sempre difícil. Hoje (domingo), sim, teve uma queda de rendimento, mas nos outros não. Jogamos, envolvemos o adversário, mas não aconteceram os resultados, principalmente contra Corinthians e Bahia, quando fomos superiores. Fomos abaixo daquilo que imaginávamos de proposta de jogo”, arrematou Pachequinho.