O atacante Kléber segue com seu futuro indefinido. Enquanto chegou a negociar com o Paraná Clube, nas últimas semanas, o centroavante segue treinando em separado no Coritiba, segundo informações passadas pelo clube e, pelo menos no Coxa o Gladiador não deve mais jogar. A informação foi confirmada pelo técnico Eduardo Baptista, que comentou sobre o caso do jogador depois da derrota por 3×2 para o Londrina, na noite da última terça-feira (29).

“Comigo, não foi nem falado o nome dele. Não sei nem dizer o que ele é, se é carta fora ou se não é. É um problema da diretoria. Em nenhum momento entrou em pauta com a gente. Temos um elenco com o qual a gente tem que trabalhar”, explicou o comandante alviverde.

Enquanto há esse impasse nos bastidores, Kléber segue recebendo salário do Coritiba. O Gladiador fatura mensalmente cerca de R$ 250 mil e, para o Coxa, o custo benefício é zero. A diretoria alviverde, inclusive, já manifestou o interesse de negociar o jogador, mas ainda não houve um acordo.

O Fluminense foi o primeiro clube a querer o atacante. No entanto, Kléber acabou reprovando nos exames médicos e, por isso, voltou ao Coritiba. Retornou, mas passou a treinar em separado do elenco alviverde, já que há a vontade mútua para a não continuidade do Gladiador no Verdão para a sequência da temporada.

POR QUE? Trio de Ferro fracassa e média de público em Curitiba é baixíssima!

O atacante, então, abriu conversas para reforçar o Paraná Clube na continuidade do Campeonato Brasileiro. O Tricolor, no entanto, gostaria de pagar apenas R$ 60 mil ao jogador e o restante do salário teria que ser arcado pelo Coxa. A negociação esfriou e o jogador segue com seu futuro indefinido. Nas redes sociais, Kléber tem postado algumas fotos com amigos e familiares em São Paulo. O jogador tem aproveitado essa situação para passar um tempo maior com a família.

Confira a tabela e a classificação da Série B!

O Coritiba, no entanto, segue com dificuldades para encontrar um substituto para Kléber. O atacante Bruno Moraes foi contratado, mas até agora não convenceu e marcou apenas um gol nos oito jogos disputados pelo Coxa na Série B do Campeonato Brasileiro. A diretoria alviverde tentar uma solução para o impasse para aliviar sua folha de pagamento e, assim, ter mais condições de trazer novos reforços.