Instável e atravessando uma crise técnica que parece não ter fim, o Coritiba terá que juntar os cacos dos insucessos recentes e tentar se reabilitar diante do Avaí, nesta quinta-feira (13), às 21h, na Ressacada, em Florianópolis. Sem vencer há sete rodadas no Campeonato Brasileiro, o duelo contra os catarinenses pode ser o divisor de águas para o Verdão. Ao mesmo tempo em que um resultado positivo colocará a equipe coxa-branca de novo na briga pelo G6, um novo revés pode aproximar o Alviverde perigosamente da zona de rebaixamento e custar o cargo do técnico Pachequinho.

Depois de um início de Brasileirão até surpreendente, quando chegou a brigar pela liderança, o Coxa caiu assustadoramente de produção. Não apenas pelos resultados, mas principalmente pelas atuações ruins que colecionou nas últimas partidas. Essa oscilação é considerada normal dentro de uma competição equilibrada como é o Brasileirão, mas a missão do time é sair dessa situação o mais rápido possível.

“Nosso grupo é muito forte. Este momento é difícil, tem equipes que já passaram por isso. Talvez só o Corinthians não tenha passado. Infelizmente, a gente não queria porque vinha de grandes resultados, mas tem acontecido, e o mais importante é manter a cabeça no lugar, saber que temos um grupo de homens, de jogadores que dão a cara a bater, que temos um grupo forte e vamos sair desta situação”, cravou o lateral-esquerdo Thiago Carleto, que será titular no lugar do suspenso William Matheus.

A diferença para o Avaí é de apenas quatro pontos. O time catarinense, apesar de estar na zona de rebaixamento, vem de bons resultados obtidos fora de casa, contra Botafogo e Grêmio. Por isso, o Coritiba espera um duelo complicado contra a equipe de Santa Catarina, sobretudo pelo bom momento vivido pelo adversário.

“Jogar contra o Avaí lá é difícil, ainda mais vindo de uma vitória, porque a torcida empurra bastante. Temos que saber que não é porque viemos de uma derrota em casa que as coisas estão erradas. Nós temos um padrão, somos o Coritiba, uma equipe de respeito e acho que eles devem respeitar bastante, assim como nós vamos respeitá-los. Eles estão vivendo um momento bom e vão buscar o gol a todo momento. Então, temos que estar preparados para chegar lá na Ressacada e surpreendê-los”, enfatizou Carleto.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

E se já não bastasse a pressão pela vitória, o técnico Pachequinho terá que passar por cima dos desfalques para colocar em campo um time mais competitivo do que nas últimas rodadas. O zagueiro Werley segue no departamento médico. A defesa, então, será formada mais uma vez pelos zagueiros Walisson Maia e Márcio, que não foram bem diante do Sport.

O meio-campo também terá mudanças. Tiago Real foi vetado pelo departamento médico e sequer viajou. Já Matheus Galdezani seguiu com a delegação, mas será avaliado momentos antes do jogo, por conta de uma pancada que sofreu no joelho contra os pernambucanos.

Apesar de improdutivo, o setor ofensivo deve ter mais uma vez Rildo, Henrique Almeida e Kleber. O Gladiador, inclusive, será julgado nesta quinta pelo STJD, mas independentemente do resultado, poderá ser utilizado contra o Avaí.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
13ª Rodada – 1º Turno

Avaí x Coritiba

Avaí
Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Simião, Judson, Romulo, Pedro Castro (Marquinhos) e Juan;Willians.
Técnico: Claudinei Oliveira.

Coritiba
Wilson; Rodrigo Ramos, Walisson Maia, Márcio e Thiago Carleto; Jonas, Matheus Galdezani (Tomas Bastos) e Anderson; Rildo, Henrique Almeida e Kleber.
Técnico: Pachequinho

Local: Ressacada (Florianópolis-SC)
Horário: 21h
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane dos Santos Camargo (Fifa-SP)