O Coritiba está amargando seu pior momento na Série B do Campeonato Brasileiro. Já são quatro jogos sem vitórias, com duas derrotas seguidas. Chegou, então, o momento de reagir na competição. A gordura que tinha acabou e o Coxa, para não sair do G4, terá que vencer o Londrina, sábado (14), às 11h, no Estádio do Café. Momento ideal para a equipe de Umberto Louzer acabar com a seca e retomar seu caminho para buscar o tão sonhado retorno à primeira divisão do ano que vem.

+ Leia também: Coxa minimiza ‘crise’ no Londrina e não espera vida fácil

A situação tem incomodado o Alviverde. Internamente, a insatisfação é geral, tanto dos jogadores, quanto da comissão técnica. A reação tem que acontecer o mais rápido possível. É o momento, então, de ter a cabeça no lugar e não deixar que qualquer tipo de fator extra-campo possa atrapalhar o desempenho do time para o duelo contra o Tubarão.

“É incômodo. Tem que ter a insatisfação, até porque defendemos as cores de um grande clube e que tem como único objetivo subir para a primeira divisão. Estamos insatisfeitos com os últimos resultados, mas temos que ter equilíbrio e não deixar que a ansiedade atrapalhe o que temos condições de fazer”, apontou o treinador.

+ Mais na Tribuna: Sem Rodrigão em campo, desempenho ofensivo do Coritiba cai

Para voltar a vencer, o cenário pode ser considerado ideal. Não que o Coritiba terá alguma facilidade. Mas o Londrina vem mal das pernas. Não vence há oito rodadas e saiu derrotado de campo nos últimos cinco jogos que disputou. Embora o discurso no clube é de que ninguém vai se apegar a essa estatística.

“Isso aí não entra em campo. A gente sabe que o emocional é diferencial nesses momentos e temos que saber explorar o adversário. Será outro jogo do que o Londrina apresentou até agora”, emendou o comandante alviverde.

+ Relembre personagens do nosso futebol no novo episódio do Podcast De Letra!

Assim como ficou dez jogos sem perder e, por isso, deixou o meio da tabela até para brigar pela liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba vive um momento ruim. Para o técnico, essa oscilação é normal e vai atingir todos os times que disputam a competição.

“Quando a gente vinha de uma sequência de dez jogos sem perder a gente atacou os detalhes que precisávamos evoluir. Temos trabalhado intensamente para conseguir o objetivo. A oscilação acontece na Série B. Todos os times oscilaram. São vários fatores que você aprende também. Nessa competição com muitos jogos, temos que ter a convicção que estamos no caminho certo”, reforçou.

+ Confira a classificação completa da Série B!

A confiança é tanta, que o treinador voltou a afirmar que não tem qualquer dúvida que o Coxa vai conseguir o acesso. E mais, vai subir com grandes atuações.

“Tenho certeza absoluta que vamos subir e subir jogando bem. Temos que dar confiança aos atletas, continuar pedindo o apoio do torcedor. O retorno do Coxa não sai da minha mente e dos atletas também. Temos convicção, vamos continuar trabalhando forte para voltar a vencer e continuar em busca do objetivo maior”, finalizou ele.