A partir de agora vai ter que ser assim: bom futebol dentro de campo e papel, caneta e calculadora fora das quatro linhas. Será dessa forma a rotina do Coritiba na reta final do Campeonato Brasileiro. Penúltimo colocado com 28 pontos, o time coxa-branca vê sua chance de rebaixamento à segunda divisão aumentar a cada rodada. Depois do empate contra o Bahia, fora de casa, no último sábado, e diante de vitórias de parte de seus concorrentes, a probabilidade de queda do Verdão atualmente é de 55% segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Para se livrar do rebaixamento sem depender de qualquer outro resultado, o Coritiba precisa atingir 47 pontos até a última rodada do Campeonato Brasileiro. O Verdão precisa de pelo menos mais 19 pontos para garantir sua permanência na elite do futebol nacional. Isso tudo nos 12 jogos restantes que o clube tem para fazer no Brasileirão.

A missão, no entanto, será mais uma vez complicada, assim como foi nos cinco últimos anos, quando o Coritiba lutou contra o rebaixamento. O Coxa, na verdade, precisa fazer um aproveitamento de um time que está lutando por uma vaga na Libertadores para conseguir escapar da degola.

Atualmente, o Coritiba, em 26 jogos, conquistou sete vitórias, sete empates e doze derrotas, totalizando apenas 35% de rendimento. Para somar a pontuação necessária e permanecer na elite do futebol nacional, o Coxa precisa, nos 12 últimos jogos da competição nacional, aumentar seu aproveitamento para 52%. Este é o rendimento atual do Cruzeiro, que está na quinta colocação na classificação do Brasileirão.

Além da missão complicada, o Coritiba precisa lutar contra o momento ruim que vive no Campeonato Brasileiro. O time coxa-branca ainda não venceu no returno e não sabe o que é vitória há sete rodadas. Foram apenas três pontos conquistados nesse período e o Verdão, que ainda sonhava com o G6 ao final do primeiro turno, quando venceu pela última vez, a Chapecoense, no Couto Pereira, caiu para a penúltima posição do Brasileirão.

Dos 12 concorrentes que tem pela frente, o Coritiba sabe que os confrontos diretos serão decisivos para garantir a permanência na primeira divisão. Serão seis jogos no Couto Pereira e seis longe de casa. No Alto da Glória, faz o chamado “jogo de seis pontos” contra Avaí, Ponte Preta e São Paulo. Já fora de casa, os duelos diretos serão contra Sport, Fluminense e Chapecoense. Além desses jogos fundamentais para o Verdão evitar o rebaixamento, o Coxa terá ainda Cruzeiro, Grêmio e Flamengo em Curitiba, e Corinthians, Vasco e Atlético-MG, fora de casa.

Sem conseguir vencer, o Coritiba precisa reagir rápido. Para isso e, sobretudo para que a confiança volte ao time comandado pelo técnico Marcelo Oliveira, o Verdão terá que voltar a vencer quanto antes. O time alviverde terá pela frente, quarta-feira que vem, nada menos que o Corinthians, líder do Campeonato Brasileiro, em São Paulo. O compromisso é complicado, mas voltar com três pontos na bagagem pode ser o primeiro passo para o Coxa iniciar a luta contra a degola.