O Coritiba estreia hoje na Série B disposto a desmistificar o campeonato. Sempre cunhada como uma competição em que prevalece o futebol força, o Coxa pretende se dar bem na Segundona no futebol técnico.

A Intenção do treinador Ney Franco é que o time mantenha o padrão de toque de bola que o levou ao título estadual, aliado com velocidade nos contragolpes. O primeiro teste do Coritiba “futebol arte” será às 16h10, no estádio dos Aflitos, no Recife.

Aposta de Ney Franco é que essa estratégia culminará com a volta do Alviverde à elite nacional, em 2011. “A gente disputou uma competição estadual de um jeito, e se a gente estivesse disputando a Série A do futebol brasileiro jogaríamos da mesma forma. Não vejo porque muda, só por que vai se jogar a Série B. Tem essa questão, de que Série B é diferente de Série A, mas eu tenho falado que nós temos uma equipe em condição de disputar a Série A”, analisa o técnico Ney Franco. Para o treinador, o trabalho foi todo planejado para isso e a resposta tem sido boa.

Sem o ataque titular, formado por Marcos Aurélio e Ariel -os dois estão lesionados -, o Coritiba terá a dupla Tiago Real e Bill no comando. Outra mudança em relação ao time que vinha atuando estadual será o retorno de Fabinho Capixaba na lateral-direita.

O jogador também avalia que o Coxa não precisa mudar seu padrão de jogo para se dar bem na Série B. “Com certeza, até porque o time tem jogadores que já disputaram a Série A, que optaram por disputar a Série B por que o Coritiba é um time grande e deve se impor na competição”, destacou Capixaba.

No entanto, ele alerta que tudo isso precisa ser convertido em pontos. “Estamos trabalhando com o propósito de sempre ficar no topo da tabela. A gente sabe que na parada da Copa do Mundo vai ter ajustes em todos os times e estando lá em cima vai ser melhor para trabalhar”, aponta. Com exceção das três mudanças, o restante da equipe já é bem conhecida da torcida e repete a formação.