“Nossa conversa agora é somente sobre estar no G4”, diz com convicção o zagueiro Sabino. E é assim que o Coritiba vai retomar a campanha na Série B do Campeonato Brasileiro, com foco total no topo da tabela. Confiando que apresentará no restante da competição uma postura diferente das primeiras oito rodadas, a expectativa do Alviverde agora é valorizar cada momento em campo e dificultar muito a vida dos adversários.

O primeiro compromisso da equipe no retorno da disputa será diante do Criciúma, em Santa Catarina, amanhã. O Coxa é o nono colocado com 12 pontos, com três pontos a menos que a Ponte Preta, que está em quarto.

+ Leia também: G4 vira o mantra do Coxa nesta retomada de Série B

Sabino fez apenas um jogo na Série B, mas deve ter nova chance entre os titulares. Ele destacou que o discurso muito bem alinhado entre todos do elenco é um só. Avaliando os erros cometidos pelo time na arrancada da disputa, ele garantiu que os jogadores vão se doar muito mais agora para garantir que o time esteja entre os quatro primeiros muito em breve.

“O Coritiba tem que estar no G4 pela camisa, pela torcida e pelos jogadores – que tem qualidade. Estamos nos cobrando nesse sentido de dar mais. Em alguns jogos faltou aquele ‘finalmente’ e nossa conversa agora é somente sobre estar no G4”, garantiu.

+ Mais na Tribuna: Após perder a vaga, Sávio quer mostrar que pode ser titular

O ‘finalmente’ citado pelo jogador refere-se aos pontos desperdiçados pelo Verdão em algumas oportunidades em que deixou a vitória ou o empate escaparem. Como exemplo, é possível citar os jogos diante do Londrina e CRB, nos quais o atacante Rodrigão desperdiçou penalidades. Além disso, a desatenção da defesa também custou pontos ao Coxa. No jogo contra o Paraná Clube, o Alviverde saiu na frente, mas levou a virada.

Essa mudança de postura da equipe passa diretamente pelo setor de Sabino. O zagueiro confia no trabalho do grupo como um todo. “Para fazer gol no Coritiba agora vai difícil para caramba, vamos suar. Vamos nos doar atrás e lá na frente é com o Rodrigão e com os pontas. Se não tomarmos gol eles vão fazer a parte deles. Isso que temos passado uns aos outros”, afirmou, destacando a confiança que o grupo está passando uns aos outros.

+ Viu essa? Os principais momentos da Série B até aqui

Para o jogador, essa entrega total em campo será de muita transpiração, nem que para isso a parte técnica fique em segundo plano. Um discurso muito adotado entre times da Série B é de que o futebol na Segundona é de mais raça.

“O futebol brasileiro é jogado pelo resultado, então o estilo de jogo às vezes pode não agradar, mas o resultado agrada. O Felipão falou uma vez: jogar bem é bonito, mas ganhar é melhor ainda e isso temos que ter pra nós”, lembrou.

+ Confira a classificação completa da Série B

Ainda que o torcedor coxa-branca tenha ficado decepcionado com alguns resultados do time até aqui, o zagueiro acredita que o grupo pode provar que tem capacidade de levar o Coxa de volta à Série A.

“Talvez somos jogadores improváveis para a torcida que não tinha uma expectativa grande nos contratados, mas nós fomos escolhidos para estar aqui. Temos colocado isso em nossa cabeça. O Umberto (Louzer) sempre fala que alguém vai ter que subir o Coritiba, então que sejamos nós”, finalizou.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!