No que depender do presidente Samir Namur e do diretor de futebol Rodrigo Pastana, o Coritiba terá pelo menos um atleta de renome em seu elenco em 2020.

Na tarde desta segunda-feira(06), durante a apresentação do novo técnico do Coritiba, Eduardo Barroca, no CT da Graciosa, o mandatário coxa-branca reforçou o discurso adotado desde a conquista do acesso na Série B de que deseja presentear a torcida com um reforço importante.

Copinha: confira a tabela do Coxa na disputa!

Além disso, presidente e diretor lamentaram uma lista vazada que fez ‘emperrar’ a negociação com Renê Júnior, do Corinthians, descartaram a contratação de Berrío, do Flamengo, e Guerra, do Palmeiras, e esperam poder contar com 5 milhões de euros vindos de uma negociação pelo lateral da base Yan Couto.

Confira os principais temas abordados por Samir e Pastana

Berrío e Guerra

“Quanto ao Berrío e ao Guerra são atletas que foram sondados em um primeiro momento, mas os valores financeiros saíram muito do orçamento que tínhamos em mãos”, admitiu Rodrigo Pastana, sobre nomes que havia sido viculados ao Coxa pelo próprio presidente alviverde, Samir Namur.

Pablo Thomaz

“Sobre o Pablo Thomaz, entendemos que o Igor Jesus estava à frente, por terem idade similar, então ele permanece no clube. O Pablo está no Red Bull por empréstimo, para disputar o Campeonato Paulista A2”, comentou Pastana sobre o jovem atacante da base que recebeu chances na última Série B.

Lista vazada e Renê Júnior

“A lista que vazou estava na clínica que os atletas estavam fazendo exames. Todos os atletas, com exceção de um, já estavam com exames programados, o único que estava na relação, mas não estava agendado, era o Renê Júnior [do Corinthians]. Já sabemos quem vazou, não foi funcionário, se fosse estaria demitido. Vazou na clínica. O vazamento prejudicou a negociação com o Renê Júnior que estava bem encaminhada, retrocedeu e agora temos concorrência por isso. Estamos trabalhando pra que aconteça”, lamentou o presidente Samir Namur.

Yan Couto até junho

“O Coritiba está aberto. O Yan (Couto), por meio de seu agente, recebeu sondagem de três clubes do alto escalão da Europa. Eles tem ciência de que o Coritiba quer 5 milhões de Euros, no mínimo. Existe chance que nos próximos dias uma proposta se materialize. É um valor muito importante para o Coritiba organizar casa”, contou Samir, que fez uma observação. “Caso a negociação se confirme, a atleta só vai efetivamente para a Europa quando completar 18 anos, que ele faz em junho deste ano. Até lá fica no Coritiba”, concluiu.

Novos nomes

“O Nathan Silva é um atleta que a documentação já está definida, então podemos divulgar. Assim como o Gabriel, meia. Esses dois atletas já foram indicados pelo Barroca. Nós conseguimos negociar rapidamente”, explicou Pastana. Mesmo garantindo que mais atletas ainda devem chegar ao CT da Graciosa, o executivo esclareceu que o Alviverde não terá um elenco ‘inchado’ em 2020.

“Estamos ainda no mercado e abertos a novas oportunidades, construindo elenco, mas definimos que vamos trabalhar no máximo com 30 atletas, neste início temos atletas que ainda estão por conta de contrato, outros por treinamento, mas podem chegar ainda atletas e sair”, enfatizou.

Reforço de peso

“Está clara essa necessidade de trazer um nome de peso). É importantes seja para qualificar o elenco ou até mesmo como uma espécie de presente ao torcedor para termos um atleta de renome, um potencial a ídolo. Temos conversa com outros nomes de porte parecido, nossa ideia é que um nome do mesmo patamar sim”, finalizou Samir Namur.

+ Mais do Coxa:

+ Alex Muralha renova contrato com o Coritiba até o fim do ano
+ Goleiro do Londrina acerta com o Coxa
+ Coritiba volta aos trabalhos com novo técnico e elenco modificado