Após a goleada de 4×0 sofrida pelo Coritiba para o Fluminense, o técnico Jorginho deixou em evidência a necessidade de contar com reforços para a sequência do Brasileirão. O setor que mais preocupa é o ataque. “Como treinador, preciso ter opções”, enfatizou o treinador do Coxa.

Um problema que tem sido frequente é o setor ofenivo, onde Jorginho tem improvisado meias. Diante do tricolor carioca, o único atacante de origem entre os titulares foi Robson, que costuma jogar pela ponta, mas vem sendo utilizado como centroavante.

Outros jogadores da posição não estão disponíveis. Igor Jesus sequer foi relacionado para a partida, pois está envolvido em negociações avançadas com o futebol árabe e Neilton segue no departamento médico por lesão no tornozelo. O Coritiba tem apenas oito gols em doze jogos, sendo o pior ataque do Brasileirão.

+ Confira a tabela e a classificação do Brasileirão

“Estamos esperando (reforços), mas não é simples assim. Estamos com esse imbróglio em relação ao Igor Jesus, contávamos com ele, mas a possibilidade da venda para os Emirados Árabes é financeiramente importante para o clube”, detalhou o técnico.

+ Blog do Cristian: Será que a ficha agora vai cair no Coxa?

Três reforços já estão certos para o Coxa. O meia Mattheus Oliveira, que estava no Sporting, de Portugal, chega ao CT da Graciosa ainda esta semana. Já o atacante Ezequiel Cerutti, também já confirmado, só poderá ser registrado após o dia 13 de outubro, quando será reaberta a janela de transferências internacionais.

“O Mattheus Oliveira está chegando nesta semana e em outubro vem um atacante de lado (Cerutti). Estamos também buscando dois atacantes de área”, arrematou.

O terceiro é o atacante Ricardo Oliveira, confirmado nesta terça-feira (29) pelo Alviverde e que chega na quarta (30) para assinar o contrato.

+ Mais do Coxa:

+ Robson perde gol inacreditável e viraliza nas redes sociais
+ Revelação do Coritiba é convocado para a seleção brasileira


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?