O Coritiba jogou fora uma grande chance de abrir vantagem no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar da boa atuação, de dominar grande parte do jogo e de acertar três vezes a trave, o time coxa-branca vacilou, empatou em 1×1 com o Vitória, na noite desta terça-feira (27), no Couto Pereira, chegou aos 34 pontos e está cinco agora atrás do líder Bragantino. Consolidado no pelotão de frente ao final do primeiro turno, o Verdão abre a segunda parte da Segundona sábado (31), diante da Ponte Preta, em Campinas.

+ Veja como foi o jogo lance a lance

Mesmo sem chance de alcançar a liderança, já que o Massa Bruta venceu o CRB, o Coritiba foi o dono do jogo no primeiro tempo. O time baiano, em situação delicada na classificação, entrou em campo com uma postura mais ofensiva. Se enganou quem pensou que o Vitória viria para se defender. Assim, com espaços, o Coxa criou grandes chances desde os primeiros minutos. Welissol, que substituiu Robson, machucado, apareceu bem desde o início, mas faltava capricho na conclusão das jogadas.

A primeira grande oportunidade veio aos cinco minutos. Welissol fez a jogada pela direita, Rodrigão ajeitou, Juan Alano mandou na trave e Rafinha perdeu no rebote. Na sequência, o camisa 7 do Verdão perdeu outra chance no rebote, desta vez na tentativa do lateral William Matheus.

O lado esquerdo da defesa do Vitória era o alvo do Coritiba para criar oportunidades. Welissol seguiu abrindo espaço no sistema defensivo do time baiano, mas faltava tranquilidade para o jovem centroavante coxa-branca. O primeiro gol quase saiu aos 22 minutos. Sabino iniciou a jogada, avançou, tabelou com Giovanni e, já dentro da área, quase marcou. Na sequência, William Matheus chegou a marcar após cobrança de escanteio, mas o gol foi anulado.

+ Confira a classificação da Série B!

O Vitória, nas poucas vezes que conseguiu chegar ao ataque, foi perigoso. O Leão aproveitava os erros do Coritiba para criar chances. Aos 27, Anselmo Ramon teve a chance, mas Alex Muralha fez grande defesa. A resposta do Coxa veio na sequência com Welissol, mas a conclusão mais uma vez saiu errada. Depois, foi a vez de Rafinha, livre na área, desperdiçar boa chance de marcar o primeiro.

Com toque de bola envolvente, o Coritiba foi premiado pela sua insistência aos 39 minutos. Juan Alano cobrou falta, a bola desviou em Everton Sena e não deu chances para o goleiro Martín Rodriguez. O arqueiro, no lance, se machucou e deixou o jogo. O segundo gol do Verdão poderia ter saído ainda na etapa inicial. De fora da área, Matheus Sales arriscou de longe, mandou no travessão e quase fez um golaço. Ainda nos acréscimos, Welissol, com liberdade, chutou da entrada da área e o goleiro Ronaldo defendeu.

 

Coritiba comemorou gol de Juan Alano, mas não levou. Foto: Albari Rosa
Coritiba comemorou gol de Juan Alano, mas não levou. Foto: Albari Rosa

O Coritiba seguiu jogando com espaços no segundo tempo. Com liberdade, o time coxa-branca criou boas chances de ampliar a vantagem. Giovanni e Matheus Sales, de fora da área, obrigaram o goleiro Ronaldo a fazer boas defesas. O Vitória, mais ofensivo, adiantou sua marcação e começou a forçar o erro do time coxa-branca.

A equipe baiana, na verdade, passou a ficar mais presente no ataque. O Coritiba, então, teve dificuldades para marcar as investidas do Vitória. Assim, já sem a mesma intensidade de antes, o time coxa-branca vacilou e tomou o empate aos 20 minutos. Lucas Cândido avançou como quis, arriscou de fora da área e contou com o desvio no meio do caminho para vencer o goleiro Alex Muralha.

Mesmo melhor em campo, o Coritiba acusou o golpe. O técnico Umberto Louzer, então, sacou Welissol para a entrada de Patrick Brey. O Coxa ganhou mais presença ofensiva, mas esbarrava na boa postura defensiva do Vitória. O duelo, na verdade, ficou aberto. O Verdão, pela postura mais ofensiva, seguiu dando muitos espaços para as investidas do Leão.

Nos minutos finais, o Coritiba foi todo ao ataque. Nathan entrou para dar mais presença de área ao time coxa-branca, só que acabou perdendo um pouco na organização das jogadas. Aos 35, o Verdão entrou na área tocando a bola, Patrick Brey tentou e Nathan acertou a trave do goleiro Ronaldo.

O Coritiba aumentou a pressão nos minutos finais. Juan Alano lançou Nathan, mas Ronaldo salvou o Vitória. No rebote, Rodrigão chutou e a defesa conseguiu afastar. Apesar da insistência do Verdão, prevaleceu a boa postura defensiva do Vitória, que garantiu o empate no Couto Pereira.

Ficha técnica

SÉRIE B
1º Turno – 19ª Rodada

CORITIBA 1X1 VITÓRIA

Coritiba
Alex Muralha; Diogo Mateus, Romércio, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Juan Alano e Giovanni (Nathan); Rafinha (Igor Jesus), Welissol (Patrick Brey) e Rodrigão.
Técnico: Umberto Louzer

Vitória
Martín Rodríguez (Ronaldo); Van, Everton Sena, Ramon e Capa; Léo Gomes, Lucas Cândido, Chiquinho e Wesley (Felipe Garcia); Jordy Caicedo (Eron) e Anselmo Ramon.
Técnico: Carlos Amadeu

Local: Estádio Couto Pereira
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Assistentes: Lorival Candido das Flores (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
Gols: Juan Alano, 39 do 1º; Lucas Cândido, 20 do 2º
Cartões amarelos: Giovanni, Rafinha, Rodrigão, Juan Alano, William Matheus (COR); Wesley, Martín Rodriguez, Everton Sena (VIT)
Renda: R$ 278.164,80
Público pagante: 20.670
Público total: 21.458