Foi debaixo de muitas vaias e alguns xingamentos da torcida que o elenco do Coritiba deixou o gramado após o fraco empate em 0x0 com o Sport. O duelo, que aconteceu na última segunda-feira (04), foi válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O placar, e, sobretudo, a postura recuada em campo, não agradou e fez o torcedor ficar nervoso em diversos momentos.

Ainda assim, a torcida do Verdão fez sua parte na contagem regressiva do Coritiba em busca do acesso à Série A. Após o apelo do técnico Jorginho, o torcedor coxa-branca voltou a comparecer ao Couto Pereira no confronto do Verdão frente ao Sport. Deixando de lado a insatisfação pelo desempenho em campo, a torcida fez o que estava ao seu alcance. Cantando e apoiando na maior parte do tempo, os apaixonados pelo verde e branco sabem que agora é tudo ou nada. Faltam poucos jogos do time dentro do estádio alviverde e o Coxa precisa fazer valer o fator casa. Além do duelo com o Leão da Ilha, o Coritiba também vai encarar o Oeste e o Bragantino no Alto da Glória. Depois disso, as batalhas – que podem ser decisivas pelo acesso – serão longe de casa. Serão outros três confrontos como visitante.

+ Leia mais: Veja como foi o empate sem gols entre Coritiba e Sport

Ainda que longe de uma lotação recorde, o público foi considerável para os atuais padrões da Série B. Um total de 15.793 pessoas estiveram presentes e viram o Coxa não ser agressivo, mas garantir um ponto que poderá fazer a diferença no fim da competição.

As arquibancadas, além de balançarem pela emoção – seja ela apreensão, nervosismo ou esperança – ficaram também marcadas pelo protesto de longa data. As tradicionais faixas de ponta-cabeça, na torcida organizada, assim como os dizeres ‘primeira divisão obrigação’, permaneceram como marca de a situação ainda não está satisfatória.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Alguns xingamentos de ‘burro’, dirigidos ao técnico Jorginho e ‘fora Samir’ também foram ouvidos. Com uma postura defensiva em campo, o Coritiba não conseguiu fazer os olhos dos torcedores ‘brilharem’, imaginando um possível acesso. Porém, mesmo descontentes com o fato de o time ainda estar na Série B, e não ter apresentado bom futebol, o torcedor demonstrou que o Coritiba pode contar com o apoio e os dois últimos jogos que a equipe terá no Couto Pereira. Partidas essas que tem tudo para acontecer com ares de guerra.