Depois de vencer o São Bento por 2×1, na semana passada, o Coritiba encara mais um time que briga na parte de baixo da tabela da Série B. Nesta terça-feira (23), às 19h15, o Coxa terá pela frente o Vila Nova, que não vive um bom momento e vem flertando com a zona de rebaixamento.

Após a derrota por 2×0 no clássico com o Atlético-GO, o clube demitiu o técnico Eduardo Baptista e contratou Marcelo Cabo, que estreou no último sábado (20), no empate em 1×1 com o América-MG em casa. Será a terceira partida seguida do Alviverde contra um adversário da metade inferior da classificação.

+ Leia também: Organizada do Coxa faz protesto e cobra diretoria

Na volta da Série B, o Coritiba encarou o Criciúma, fora de casa, e depois recebeu o São Bento. Nos dois confrontos, teve dificuldades. Em Santa Catarina, perdeu de virada por 2×1, levando o gol no último minuto. Contra os paulista, a situação foi inversa. Venceu após sair atrás no placar e muita luta pra buscar o resultado.

Até por isso, o discurso no Coxa é de atenção redobrada contra o Vila Nova. Embora o adversário esteja em baixa, todos ressaltaram a força dos goianos e esperam mais um desafio complicado.

“Futebol está muito igualado. Hoje os times grandes diariamente não têm mais facilidade de ganhar de equipes de menor expressão. Estamos na nona colocação e nosso objetivo é o título e o acesso, então temos que ganhar. Temos uma sequência de jogos difíceis, mas em casa temos que fazer prevalecer a nossa força. Temos que ganhar confiança para entrar no G4”, afirmou o goleiro Alex Muralha, que pode ser titular na partida.

+ Mais na Tribuna: João Vitor deixa o Coritiba e assina com o CSA

“Pensando no nosso objetivo, sabemos que temos que ganhar, estamos jogando em casa. Vamos pegar uma equipe forte, vai ser um jogo difícil, mas precisamos destes três pontos e em casa temos que nos impor”, acrescentou o lateral-esquerdo William Matheus.

Mas, para não passar susto contra quem está brigando contra o rebaixamento, o Coritiba precisa também mudar sua postura em campo. O próprio elenco admite isso. “Falta aquela atitude em campo para vencer. Com isso, com certeza vamos conseguir os resultados, temos um grupo muito qualificado”, destacou Muralha.

A diferença para este jogo contra o Vila Nova é que o Coxa atuará mais confiante. Ainda oscilando muito na Série B, o Alviverde segue pressionado, mas jogará duas vezes seguidas no Couto Pereira e vindo de um resultado positivo conquistado nos minutos finais e na base do sacrifício, o que mudou drasticamente o ambiente.

+ Confira a tabela completa da Série B

“O ambiente é muito melhor do que quando você empate ou perde. Temos que tirar proveito dessa vitória, que foi muito sofrida. Corremos atrás durante o jogo todo, comemoramos muito pela garra que tivemos e espero que daqui pra frente a gente consiga essa sequência de vitórias”, apontou William Matheus.

“Ganhar sempre é bom. Vínhamos de um jogo em que perdemos no último minuto e isso é muito doloroso, dá um baque. E vencer do jeito que foi, dá mais confiança, segurança e mostra que somos capazes”, completou Alex Muralha.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!