No momento mais complicado do Coritiba na temporada, o presidente Samir Namur convocou uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (13) para falar dos rumos do futebol coxa-branca para a sequência de 2018. O mandatário alviverde, acompanhado dos outros membros do G5, confirmou que Tcheco será o técnico alviverde e Matheus Costa, que conseguiu o acesso no ano passado pelo Paraná Clube, chega para ser auxiliar do treinador do Verdão para a continuidade da Série B do Campeonato Brasileiro.

“No momento que desligamos o técnico e o Gustavo, auxiliar que o Eduardo Baptista trouxe, optamos pelo Tcheco ao cargo de técnico. O Márcio Goiano continua como o auxiliar da casa e ficou faltando um auxiliar. Atendendo ao pedido do Tcheco, mas também procurando uma opção de um profissional competente, que já mostrou resultado e já trabalhou no clube, optamos pelo Matheus Costa. Ele já está no CT e, a partir de hoje, trabalha como auxiliar do Tcheco. Imaginamos, esperamos e queremos que o Tcheco, com essa comissão técnica, fique até o final da Série B”, explicou.

Durante a entrevista coletiva, Samir Namur admitiu as falhas no planejamento do departamento de futebol, os erros nas contratações e, por isso, acabou sobrando para o diretor de futebol Augusto de Oliveira, e para o gerente de futebol, Pereira. O cartola afirmou que o clube deve trazer um profissional para assumir essas duas funções. Rui Costa, que já trabalhou no Grêmio e deixou recentemente a Chapecoense, é o mais cotado.

“Temos até o dia 10 de setembro apenas para fazer novas contratações. É uma margem muito pequena. Não estamos fechando as portas ao mercado, mas se o Coritiba contratar será diante de uma boa oportunidade do mercado e devemos sim trazer mais um ou dois. Então, essa função de diretor de futebol, nesse momento, tem uma importância menor. A ideia é procurar um profissional nesse momento até o fim do ano que exerça as duas funções, especialmente com esse perfil de gestão de pessoas, de procedimentos, dos trabalhos do CT como um todo. Conversamos com alguns profissionais e vamos definir nos próximos dias”, emendou Namur.

Diretoria do Coxa em coletiva de imprensa nesta segunda-feira. Foto: André Rodrigues.
Diretoria do Coxa em coletiva de imprensa nesta segunda-feira. Foto: André Rodrigues.

O presidente do Coritiba confirmou ainda que o meia Carlos Eduardo, ex-Paraná, e o atacante Guilherme, que estava na Chapecoense, assinaram contratado com o Coritiba e devem ficar à disposição para o duelo de sábado, diante do Atlético-GO, fora de casa. Samir Namur afirmou ainda que jogadores que estão treinando em separado do grupo também podem ser reintegrados ao grupo de acordo com a vontade do técnico Tcheco.

“O Guilherme e o Carlos Eduardo assinaram contrato com o clube. São contratações definidas. São atletas que, na concepção do Tcheco e do Márcio Goiano vêm para ajudar bastante e que, no entendimento deles, vão melhorar o nível técnico do time”, confirmou Namur.

“Conversamos com o Tcheco no último domingo e demos liberdade e autonomia para que, quaisquer um desses jogadores, possam voltar ao grupo. Mas acredito que alguns jogadores afastados voltem ao grupo principal”, concluiu o cartola. Um destes atletas é o volante Simião, que havia sido afastado do elenco na última semana e foi reintegrado.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Samir Namur aposta suas fichas em Tcheco pro comando técnico do Coxa. Foto: André Rodrigues.

Samir Namur aposta suas fichas em Tcheco pro comando técnico do Coxa. Foto: André Rodrigues.