Que venha o Paranavaí porque o Iraty até tentou encarar de igual para igual o Coritiba, mas não foi páreo para o líder do Campeonato Paranaense. Ontem à noite, o Azulão sucumbiu ao melhor futebol do Alviverde, que sapecou 3 a 1 no time do interior no Caranguejão com direito a dois do vice-artilheiro Marcos Aurelio. Em sete jogos, o Alviverde emplacou a sétima vitória seguida e se igualou às equipes de 1976 e 2003, que também conseguiram a marca em início de Estadual. Por isso, o Coxa 2010 agora tenta quebrar o recorde no Fim da Linha, em Paranavaí, na 4.ª feira.

Na busca para igualar o recorde de sete vitórias em sequência na abertura da competição, o Coritiba sofreu com o calor e demorou a engrenar. O Iraty, por sinal, desembarcou em Paranaguá na 5.ª feira e treinou na Estradinha para se aclimatar ao local. Não que Curitiba estivesse muito diferente, mas o Azulão provou porque está bem na tabela e assustou primeiro no Gigante do Itiberê. Silvio, num belo cabeceio, acertou a trave e deixou Edson Bastos de cabelo em pé porque não estava no script perder este jogo como mandante. Foi o suficiente para acordar o time alviverde.

Não demorou muito para Renatinho testar Valter e Rafinha quase marcar de primeira numa bola cruzada. Ainda sem Ariel, os baixinhos tentavam na correria, mas foi na “bola parada” que o gol saiu. Marcos Aurelio fez o levantamento e Pereira raspou de leve, o suficiente para enganar Valter, que tentou, mas não conseguiu impedir a abertura do marcador. Perdendo, o técnico Gilberto Pereira tirou um volante e apostou em um meia ofensivo, mas a defesa do Iraty atrapalhou a ideia do treinador já que o segundo gol do Coxa não demorou a sair.

Numa cobrança de falta de Marcos Aurelio, Pereira tentou de cabeça e enganou Valter e toda a zaga, a bola não bateu em ninguém e entrou. Não seria o calor que impediria o Coritiba de igualar o recorde de sete vitórias seguidas. Rafinha quase marcou outro golaço e como o marcador já estava favorável deu a chance a Ney Franco mudar a forma da equipe atuar com Ramon e Luciano Amaral além da estreia de Fabinho Capixaba. Mas o Iraty não estava morto e diminuiu com Willian, esboçou uma pressão, mas prevaleceu a qualidade do Coxa e Marcos Aurelio fechou o marcador numa bela cobrança de falta.