Alheio à polêmica do Londrina contra a arbitragem, o Coritiba prefere não entrar muito em detalhes a respeito da atuação de Felipe Gomes da Silva. Segundo o vice-presidente de futebol do Coxa, Paulo Thomáz de Aquino, qualquer clube tem direito de reclamar quando se sente prejudicado. “A gente evita falar da arbitragem. O Londrina, como qualquer outro clube, tem o direito de reclamar se achar que foi prejudicado, mas vai muito da interpretação do árbitro”, disse o dirigente, lembrando ainda que, além dos lances reclamados pelo adversário, o Alviverde também teve um pênalti, em cima de Arthur, não marcado.

Por conta de toda a confusão que se formou no gramado após o jogo, o troféu de campeão do primeiro turno não foi entregue ao Coritiba. O presidente do clube, Vilson Ribeiro de Andrade, pediu à Federação Paranaense de Futebol (FPF) que a taça fosse entregue na próxima partida do Coxa, diante do Operário, no Couto Pereira, no próximo domingo.