Virtualmente classificado para a Série A em 2011, o Coritiba já se volta para finalizar o ano com chave de ouro. Na verdade, de prata porque é segunda divisão, mas o time não abre mão do título do Campeonato Brasileiro da Série B para apagar o vexame do rebaixamento do ano passado e voltar com tudo à elite do futebol nacional.

Para tanto, jogadores e comissão técnica já acionaram a calculadora e projetaram 72 pontos para levantar o caneco da competição e repetir o feito de 2007. Ou seja, são necessárias mais quatro vitórias nas sete rodadas que restam para fechar a temporada em festa no Alto da Glória.

“A equipe que chegar a 72 pontos será campeão e dependendo dessa rodada também até com 70 porque nessas últimas três rodadas, as equipes que estavam embaixo ganharam então até 70 pode ser, mas estamos trabalhando com 72”, revela o técnico Ney Franco.

E para manter o pique, garantir o acesso e ir em busca do título ele confia no bom desempenho da equipe. “Temos quatro jogos fora e três em casa e espero que tenhamos a competência para finalizar a competição com números que se apresentam até agora. O Coritiba tem os melhores números da competição em termos de pontuação, gols feitos”, destaca.

Por isso, o capitão Jéci já vislumbra a conquista do caneco, que ele terá que erguer. “São os sete jogos da nossa vida e temos que encarar cada um como decisão”, avalia o zagueiro.

Ele concorda com os 72 pontos. “A gente até comentou com ele para ver se o pensamento bate e ele até tinha comentado que quatro vitórias tem o título garantido e temos que trabalhar e controlar essa ansiedade”, aponta Jéci.

Ele também não esconde que a angústia está sendo grande nessa reta final. “A gente quer comemorar esse acesso logo para poder dormir e respirar bem aliviado”, continua.

Mesmo assim, tem gente que quer esperar um pouco mais e deixar as contas de lado. “Não vamos querer colocar coisa na cabeça porque falta muita coisa ainda, mas estamos no caminho certo e só vou comemorar mesmo quando a gente ganhar umas três partidas aí e fechar o caixão mesmo porque o importante mesmo é estar consciente do jogo que a gente tem no sábado e concentrar bem porque não tem nada ganho ainda”, finaliza o lateral-esquerdo Triguinho. Esse jogo será contra o São Caetano em São Paulo. Depois, o time segue para Salvador onde enfrenta o Bahia.