Com a melhor campanha entre os semifinalistas do Campeonato Paranaense, o Coritiba inicia neste domingo (16), diante do Cianorte, às 16h, no Estádio Albino Turbay, a série de jogos contra seus carrascos na primeira fase do Estadual para sair da fila e voltar a ter a hegemonia do futebol do Estado. Além do Leão do Vale, que venceu o Coxa logo na estreia do torneio, o time alviverde foi derrotado também por Londrina e Atlético, ambos fora de casa e que fazem a outra semifinal da competição.

Mas o momento é outro. O Coritiba, sob o comando do técnico Pachequinho, vem apresentando um futebol mais eficiente. O time coxa-branca voltou a jogar bem, algo que não vinha acontecendo quando Paulo César Carpegiani estava no comando da equipe. Ter um time equilibrado, forte sem a bola e bem ofensivo quando tem a posse, é a aposta do Verdão para passar pelo Leão da Vale.

“Quando está encaixado o nosso sistema, as coisas acontecem. O que a gente tem é uma equipe muito à frente. O importante é que não só o setor defensivo vem bem, armando e ajudando na armação. Não tenho medo de um zagueiro se tornar um meia e ao mesmo tempo o atacante ter a obrigação de marcar. A gente constrói um coletivo. Começa a facilitar os setores e a aparecer. É nesse caminho que estamos montando o projeto de um Coritiba forte a cada jogo”, declarou o comandante alviverde.

Apesar do grande momento que vive – cinco vitórias nos últimos seis jogos -, o Coritiba mantém os pés no chão. O time coxa-branca descarta qualquer tipo de favoritismo para essa semifinal diante do Cianorte. O Leão do Vale, além do bom futebol apresentado durante toda a competição, está invicto jogando em casa há dois anos.

“Não dá para falar em favoritismo. Mata-mata a gente sabe como é, tivemos um jogo complicado lá na primeira fase. Nós já vimos como é difícil jogar lá. Uma equipe que vimos ao longo da competição, se reforçou depois que enfrentamos lá. Jogo complicado. Temos que entrar com a mesma concentração e a mesma entrega que foi contra o Cascavel”, cravou o goleiro Wilson, em entrevista ao portal Globoesporte.com.

Para este compromisso, o técnico Pachequinho tem um desfalque confirmado. O atacante Kléber, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não vai atuar. Assim, o substituto de Iago no ataque segue indefinido. Henrique Almeida, que está retornando de lesão, pode ser confirmado entre os titulares, mas a tendência é de que Filigrana complete a dupla de ataque do Coritiba.

Pachequinho tem dúvidas nas duas laterais. Na direita, Dodô foi bem diante do Cascavel e pode ganhar a posição, principalmente porque Rodrigo Ramos, depois de cumprir suspensão, se recupera de uma amigdalite. Na esquerda, William Matheus deixou o campo contra o Cascavel reclamando de dores no joelho. Se não reunir condições de jogo, Carlinhos será o titular.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PARANAENSE
Semifinal – Jogo de ida

Cianorte x Coritiba

Cianorte
João Gabriel; Gerônimo, Breno, Maurício e Ganzer; Jovany, Léo Gago, Xavier e Eduardinho; Vinicius e Dandan (Lucas).
Técnico: Marcelo Caranhato

Coritiba
Wilson; Dodô (Rodrigo Ramos), Walisson Maia, Márcio e William Matheus (Carlinhos); Edinho, Alan Santos, Tiago Real e Anderson; Iago e Filigrana (Henrique Almeida).
Técnico: Pachequinho

Local: Estádio Albino Turbay – Cianorte (PR)
Horário: 16h
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Victor Hugo Imazu dos Santos