Os 100 anos de história do Coritiba vão estar na Avenida Cândido de Abreu no próximo Carnaval. É o que promete a Escola de Samba Acadêmicos da Realeza, que vai homenagear a data festiva do Alviverde contando o surgimento, as conquistas, os ídolos, os grandes jogos e até como está o clube nos dias atuais.

A decisão de levar o Coxa para a passarela foi tomada esta semana. “Teve discussão entre o pessoal da escola, mas todos concordaram que a data é muito especial e merece a homenagem”, revelou Paulo Roberto Scheunemann, presidente da Acadêmicos.

De acordo com ele, a idéia é mobilizar os torcedores do Coritiba para o desfile, que no ano que vem será no dia 21 de fevereiro. “É uma coisa muito bacana porque mais gente vai poder ver o Carnaval”, projeta Scheunemann. Por enquanto, a escola vai preparando o samba-enredo.

“No momento estamos fazendo um apanhado da história do clube para uma sinopse de três páginas, depois disso os compositores apresentaram os enredos e o que melhor agradar será escolhido até o final de outubro”, aponta. A idéia da escola é entrar no calendário oficial das comemorações do centenário do Coritiba.

“É muito legal, se formos realmente homenageados vamos ajudar a escola”, promete Eduardo Jaime Martins, diretor de marketing do Coxa. Os primeiros contatos já estão sendo mantidos e a torcida alviverde vai ter um bom motivo para ir até a avenida acompanhar o desfile. “Eu sou gaúcho, mas simpatizo com o Coritiba, mas não foi isso que motivou a homenagem, o maior motivo foi porque é uma data única. Não se comemora 101, 102 anos”, justificou o dirigente da Acadêmicos, que tem como suas cores o preto e o branco e assim evita qualquer polêmica com as cores dos clubes rivais.