Ainda em busca de um camisa 10 para a temporada de 2017, o Coritiba pode repatriar o meia Davi, de 32 anos, que brilhou com a camisa alviverde nas temporadas de 2011 e 2012. Segundo o presidente do Verdão, Rogério Portugal Bacellar, o jogador, que não renovou seu vínculo com seu último clube na China, foi oferecido ao Coxa e a situação segue sendo analisada.

O mandatário alviverde salientou que as negociações com Davi dependem também da aprovação da comissão técnica coxa-branca. Há uma preocupação de ver qual a situação técnica do jogador.

“Temos que ver a realidade do Davi, se ele continua sendo o Davi que jogou no Coritiba. A comissão técnica vai avaliar e verificar se ele continua em boa forma, se ele aceitar as nossas bases e na nossa filosofia de pés no chão”, afirmou Bacellar, em entrevista à Rádio Transamérica.

Há algumas semanas, quando ainda estava na China, o meia Davi comentou da sua vontade de voltar a vestir a camisa coxa-branca, sobretudo depois de pedidos dos próprios torcedores alviverdes. As declarações foram dadas em vídeos ao vivo realizados em seu perfil do Facebook, Na ocasião, porém, o atleta estava ainda vestindo a camisa do Shanghai Shenxin, da China. Até o fechamento da matéria, a reportagem não obteve retorno do contato realizado com o jogador.

No último clube na China, Davi foi capitão da equipe e provou que ainda está em boa forma. Em 15 jogos realizados com a camisa do da equipe, foram sete gols marcados e dez assistências realizadas.

Davi pode ser o meia que o Coxa tanto procura, já que esta é uma posição carente e que recebeu de reforço, até agora, somente Tiago Real. O clube trabalha ainda em outras frentes para reforçar o setor de criação. Nomes como dos meias Ederson, do Flamengo, e Daniel, do São Paulo, são opções que o clube também trabalha.