Pelo segundo ano seguido, o Coritiba viu o sonho de conquistar o título do Campeonato Paranaense cair por terra em plena Arena da Baixada. O empate em 1×1 no tempo normal e a derrota para o Athletico nas penalidades por 7×6 acabou com o sonho do Verdão, que deixou o Estadual com apenas um revés, e também impediu que o time chegasse com moral na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, os quase quatro meses do ano serviram de aprendizado para o Alviverde que, a partir de agora, concentra todas as suas forças na luta pelo acesso à primeira divisão.

No clássico Atletiba, o Coxa fez um bom jogo. Foi melhor que o Athletico durante quase toda a partida. Criou as melhores chances e, mesmo depois que abriu o placar com Welinton Júnior, aos 27 minutos do segundo tempo, teve pelo menos mais três boas oportunidades de ampliar, liquidar o jogo e garantir o título em plena Arena da Baixada. Acabou não fazendo e, assim, viu o Furacão empatar e levar o título nas cobranças de penalidades.

+ Leia também: Emoção toma conta da Arena e Furacão leva a melhor no fim

Se a conquista do título do Campeonato Paranaense traria alívio e confiança para a sequência da temporada. Agora, a derrota para o Rubro-Negro não pode abalar o time coxa-branca que, no dia 29 deste mês, estreia na Série B diante da Ponte Preta.

Todos os testes possíveis até agora foram feitos no Coritiba. Vários jogadores passaram por avaliações durante a caminhada no Estadual e alguns provaram que não têm condições de seguir no time na sequência da temporada.

Por isso, novos jogadores deverão desembarcar no Alto da Glória a partir da semana que vem. Os atacantes Arancibia e Lucas Tocantins já foram contratados para reforçar o sistema ofensivo, que, sem dúvidas, foi o que mais deixou a desejar até aqui. Se não fosse o atacante Rodrigão, o Coxa certamente teria tido um dos piores rendimentos ofensivos do Paranaense.

+ Mais na Tribuna: Campeonato Paranaense vai diminuir em 2020

O olhar agora tem que ser para o futuro do Alviverde. O Estadual passou e o clube terá que concentrar suas forças no grande objetivo do ano, que é o retorno à primeira divisão. O técnico Umberto Louzer, no segundo turno, provou que está no caminho certo, que pode arrumar a casa e fazer do Verdão um dos candidatos ao acesso. Alguns reforços e muito trabalho daqui em diante devem ditar o ritmo do clube para sair da fila e retornar à elite do futebol nacional.

“Toda eliminação tem um peso. Isso é natural. É ter frieza e sabedoria para analisar corretamente. Não achar que está tudo errado. Temos evoluído, isso é fato. É um time organizado, que compete e busca o gol. Temos ajustes e o patamar que atingimos não é suficiente para o que almejamos na competição seguinte. É ter sabedoria e lucidez, atacar os focos para ter um time equilibrado e ainda mais para conquistar o acesso, que é o que o torcedor deseja”, destacou o técnico Umberto Louzer”, destacou o treinador.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!