A nuvem negra que parece pairar sobre o CT da Graciosa custa a deixar o Coritiba livre das sucessivas lesões de seus jogadores. O mais novo hóspede do departamento médico do clube, que está recheado de titulares, entre eles o meia Alex, é o atacante Deivid. A suspeita de que o jogador havia se machucado, depois de deixar o campo com fortes dores no joelho, quarta-feira contra a Portuguesa (1×1), foi confirmada na tarde de ontem. O atacante sofreu uma lesão ligamentar parcial no joelho esquerdo e desfalca o time por até oito jogos.

Sem haver necessidade de cirurgia, Deivid se une aos também avariados Willian, volante que negocia com o Grêmio, o lateral Raul Ibérbia, que inicia na próxima semana os trabalhos de progressão funcional, assim como o atacante Geraldo e ainda o meia Alex, que se recupera de uma contratura na coxa direita e permanece por mais uma semana no estaleiro. Depois de sofrer uma pancada nas costas, outra baixa do confronto contra a Portuguesa foi o zagueiro Leandro Almeida. Entretanto, o jogador se recupera bem e deve estar à disposição do técnico Marquinhos Santos contra o Corinthians, domingo às 16h no Pacaembu.

Entre tantas baixas, o retorno do atacante Keirrison e do volante Júnior Urso, liberados pelo departamento médico, é um alento ao comandante alviverde, que há semanas não tem tido vida fácil na hora de escalar a equipe titular. “É com essas adversidades que o grupo mostra força. Sabíamos que o mês de agosto, numa periodização, seria complicado. Apresentamos jogadores que ainda não haviam entrado e tiveram que estrear na competição num jogo difícil (contra a Portuguesa), com uma proposta defensiva do adversário. Isso mostra personalidade de atletas que querem algo grande”, afirma o treinador.