Um dos jogadores mais experientes do Coritiba, o lateral-esquerdo William Matheus, com a troca no comando técnico e com a saída de Thiago Carleto para o Atlético, recuperou a posição de titular do time coxa-branca. Depois de fazer um primeiro semestre muito bom e de ser titular absoluto da ala esquerda alviverde, o camisa 66 caiu de produção junto com o restante da equipe ao longo do Campeonato Brasileiro e espera, em 2018, retomar seu melhor futebol e ajudar o clube nas disputas do Campeonato Paranaense, da Copa do Brasil e da Série B.

“Espero continuar fazendo bons jogos. Eu vim focado nisso. Espero estar sempre fazendo bons jogos, ajudando sempre o clube. Será um ano difícil, mas estou aqui para ajudar”, apontou William Matheus, que ainda avaliou a temporada que fez em 2017.

“Difícil fazer uma avaliação de como foi o ano passado. Foi um ano difícil. Acho que pude ajudar em alguns momentos, mas acabou faltando alguma coisa. Espero que 2018 possa ser um ano bom para o clube, possa ser diferente de modo geral e a gente consiga nossos objetivos”, emendou o camisa 66 alviverde.

O atleta, na verdade, além de ter caído de produção junto com o restante do time do Coritiba, ainda teve como concorrente Thiago Carleto. O jogador, agora no Furacão, tinha certa dificuldade na parte tática, mas tinha como arma principal a versatilidade de também atuar no meio e as bolas paradas, que ajudaram o Verdão na luta contra o rebaixamento. Por isso, o técnico Marcelo Oliveira acabou fazendo a opção por Carleto.

“Nenhum jogador gosta de ir para o banco de reservas, mas encarei com naturalidade. Isso acontece no futebol. O treinador muda o time pensando em melhorar. Eu entendi, não fiquei feliz, mas continuei trabalhando e focado em poder ajudar o Coritiba”, lembrou.

Para este início de temporada, William Matheus terá como concorrente de posição o jovem lateral-esquerdo recém-promovido das categorias de base Léo Andrade. O camisa 66, no entanto, descarta o posto de titular absoluto.

“Não tem titular absoluto. Quando eu tinha a idade dele eu já jogava. Espero que ele suba com esse pensamento também, que tem a capacidade de jogar. Da minha parte, vou trabalhar forte para que eu possa estar jogando”, concluiu o lateral.