Sem vencer a quatro jogos no Campeonato Brasileiro, o Coritiba caiu na classificação e, na zona de rebaixamento, ocupa a penúltima colocação da competição. Por isso, o clássico contra o Atlético, nesta quarta-feira (29), às 21h, no Couto Pereira, se por um lado pode tirar o Verdão da área de risco do Brasileirão, por outro, pode derrubar o time coxa-branca para a lanterna do torneio, já que a distância para o América-MG é de apenas dois pontos. 

Para não terminar a 12ª rodada nesta situação, o Coritiba terá que pontuar no clássico. Se conseguir um empate contra o Furacão, o Coxa, para não ser lanterna, terá que torcer para o América-MG não vencer o Corinthians por mais de quatro gols de diferença. Essa combinação de resultados é improvável, sobretudo pela fase ruim do Coelho, que vai enfrentar um dos candidatos ao título do Brasileirão. 

Mas o Coxa quer mais e vai buscar a vitória para terminar a rodada fora da zona de rebaixamento e, assim, ter mais tranquilidade na sequência do Campeonato Brasileiro. Para isso, o time coxa-branca, que será comandado pelo auxiliar técnico Marcio Goiano, já que Pachequinho foi expulso contra o Figueirense e está suspenso, também precisa torcer por uma combinação de resultados. 

O Coritiba, se ganhar, pode subir até quatro posições. Mas precisa que três dos quatro times que estão à sua frente na classificação tropecem nesta rodada. O Santa Cruz, que tem 11 pontos, um a mais que o Coxa, encara a Ponte Preta, dentro de casa. 

Vitória e Sport, que têm 13 e 12 pontos, respectivamente, se enfrentam nesta rodada em Salvador e, se vencer, o Alviverde ultrapassará pelo menos um deles. Por fim, também com 12 pontos, o Botafogo tem um difícil compromisso contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte e, uma derrota do time carioca combinada a um triunfo coxsa-branca pode deixar a equipe alviverde fora ou mais perto de sair da ZR.