A nova diretoria do Coritiba, encabeçada pelo presidente Samir Namur, sabe da missão complicada que tem pela frente na disputa da Série B do ano que vem. O próprio mandatário alviverde já admitiu que a segunda divisão é uma competição diferenciada e, por isso, é preciso ter no elenco jogadores que conheçam o caminho das pedras para conseguir o retorno à elite já em 2018. Dos jogadores que têm contrato com o Verdão, pelo menos sete já tiveram essa experiência e serão fundamentais para o Coxa.

Os dois principais são o goleiro Wilson e o atacante Kléber. O arqueiro e ídolo da torcida alviverde já disputou a Segundona por Figueirense e Vitória, enquanto o Gladiador atuou pelo Vasco em 2014, quando conseguiu o acesso.

Além deles, O volante João Paulo, que renovou seu contrato com o Coxa ainda sob o comando da diretoria anterior, também tem experiência em Série B, quando defendeu o Paraná Clube, em 2010, e o Atlético, principal rival do Verdão, dois anos depois, quando subiu.

Dois jogadores que devem compor o elenco também já passaram pela segunda divisão. O lateral-esquerdo Henrique Gelain, pouco aproveitado em 2017, disputou alguns jogos pelo Paraná Clube e pelo Náutico em anos anteriores. O atacante Keirrison também já jogou a segunda divisão. Pelo próprio time coxa-branca, em 2007, e pelo Londrina, no ano passado.

O meia Ruy, torcedor declarado do Coritiba, foi peça importante do América-MG na conquista do título da Série B em 2017. O armador tem contrato com o Verdão e deve ser aproveitado na próxima temporada.

Por fim, o volante Matheus Galdezani é outro que já tem a experiência necessária. Considerado uma das grandes contratações do Coxa, o jogador teve uma queda de rendimento acentuada e terminou a temporada em baixa. No entanto, o camisa 20 tem contrato com o Alviverde e traz a experiência de ter feito uma grande Série B pelo CRB no ano passado. Por isso chamou a atenção e foi contratado para jogar a Série A. Porém, Galdezani despertou o interesse do Santos e pode ser negociado.

Com essa base de jogadores experientes, o Coritiba conta ainda com os jovens que estão subindo das categorias de base para compor o elenco para a próxima temporada. A diretoria ainda não confirmou nenhum reforço e o investimento maior deverá ser justamente para a disputa da segunda divisão, a partir de abril.

Por ora, o presidente Samir Namur confirmou que vai ao mercado da bola para buscar reforços pontuais. Assim, o Estadual pode ser um bom teste para o Coritiba que, depois, tentará voltar à primeira divisão.