O trabalho do técnico Tcheco ainda está no começo, o treinador ainda está buscando o melhor encaixe, mas o novo comandante alviverde já está recebendo o elogio dos jogadores do Coritiba. Com apenas duas vitórias nos 13 últimos jogos, o time coxa-branca caiu de produção e acabou refletindo na classificação, já que se distanciou do G4 e agora está a seis pontos do Avaí, atual quarto colocado da Série B do Campeonato Brasileiro. Para o volante Vinicius Kiss, essa queda foi reflexo de algumas mudanças do então treinador do clube, Eduardo Baptista.

“A gente estava até aquele ponto (10ª rodada) encontrando um caminho de crescimento. Dali em diante, a gente passou a pontuar muito pouco e, na minha opinião, porque a gente mudou o nosso padrão durante os últimos jogos com o Eduardo (Baptista). Teve uma mudança que acabou dificultando a adaptação de alguns jogadores, além da chegada de reforços, já que nem sempre o encaixe é rápido”, apontou o camisa 88 alviverde, que elogiou o trabalho do técnico Tcheco.

“Estamos retomando, agora com o Tcheco, onde ele nos dá mais liberdade para jogar e para se posicionar em campo. Para discutir certas situações para que a gente reencontre as vitórias e possa colocar o Coritiba no G4, que é o nosso objetivo, é o objetivo do clube. Esse ano só será bom para nós se a gente conquistar esse acesso”, emendou Vinicius Kiss.

LEIA MAIS NA TRIBUNA: Sem freio na bike, idoso grita pra avisar pedestre, mas morre ao cair!

Depois da segunda troca no comando técnico do Coritiba, o volante coxa-branca sabe que os jogadores terão uma responsabilidade maior a partir de agora. Vinicius Kiss destacou a mudança de espírito do Verdão já no empate em 2×2 diante do Criciúma, na última terça-feira, fora de casa.

Confira a tabela e a classificação da Série B!

“Nosso elenco sabe sim da responsabilidade. A gente precisa dar uma resposta maior, no caso agora, no comando técnico, a gente tem o Tcheco, a chegada do Matheus (Costa). A gente sabe da nossa responsabilidade e já vê uma mudança de espírito, que é algo que a gente vinha cobrando muito. O resultado foi longe do que a gente esperava. A gente esperava vencer o jogo em Criciúma. Mas agora não há tempo para lamentar. É corrigir, trabalhar e buscar os pontos que nos levarão novamente ao G4”, concluiu Vinicius Kiss.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!