Tão logo foi apresentado, o técnico Jorginho rasgou elogios ao elenco do Coritiba. O treinador via uma alta capacidade técnica no grupo que tinha em mãos para recolocar o Coxa nos trilhos na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de cinco jogos e de ter conquistado quatro vitórias, o comandante alviverde tem feito alguns ‘testes’ e tem tentado recuperar jogadores que estavam esquecidos dentro do grupo.

Esses experimentos de Jorginho são baseados nas semanas de treinamentos. O treinador trabalha com meritocracia e, por isso, atletas que mal vinham sendo relacionados com o ex-técnico da equipe, Umberto Louzer, agora estão ganhando chances nos últimos jogos.

+ Já ouviu o podcast sobre os ‘famosos quem’ do futebol paranaense?

Nas duas primeiras partidas sob o seu comando, diante de América-MG e Paraná, Jorginho praticamente não mudou a base que vinha sendo utilizada por Louzer, até pelo pouco tempo de trabalho. Somente fez estrear o volante Serginho e o atacante Kelvin e promoveu a volta do lateral-esquerdo Patrick Brey na vaga de William Matheus.

Diante do Guarani, no entanto, algumas surpresas já apareceram. No time titular, o técnico surpreendeu a todos ao escolher o jovem atacante Nathan para o lugar do artilheiro Rodrigão. Deu como justificativa que nenhum jogador tem cadeira cativa no time e que o camisa 9 não poderia entrar em uma zona de conforto.

As novidades não pararam por aí. Durante o jogo, o jovem volante Luiz Henrique voltou a jogar. Na partida seguinte, diante do Criciúma, o atleta também foi opção. Assim como o volante Vitor Carvalho, que depois da falha cometida na derrota para o Londrina, há algumas rodadas, havia sido preterido.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Contra o São Bento, na última rodada, além de escolher Vitor Carvalho para começar a partida para reforçar a marcação no meio de campo, duas substituições do técnico foram surpresas. Primeiro entrou o lateral-esquerdo Fabiano no lugar de Rafinha. Depois, o volante Julio Rusch, que chegou a disputar a Série B pelo Figueirense, também entrou para fechar de vez a equipe para segurar a vitória por 2×1 em Sorocaba.

Leia mais:

+ Coxa faz empréstimo de R$ 4 milhões pra não atrasar salários
+ Jorginho já mira o terceiro lugar para o Coritiba