Cinco anos depois de deixar o comando do Coritiba, o técnico Marcelo Oliveira voltará a disputar um clássico Atletiba. O duelo deste domingo, às 11h, na Arena da Baixada, será o nono do treinador no comando do Verdão em duelos contra o Furacão. Se depender do retrospecto do comandante coxa-branca em partidas contra os rubro-negros, o time alviverde tem tudo para sair do Joaquim Américo com um grande resultado. Em oito partidas, foram três vitórias, quatro empates e somente uma derrota.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS SOBRE O ATLETIBA!

Enfrentar o Atlético no palco adversário traz boas lembranças ao técnico Marcelo Oliveira. Em 2011, no primeiro ano em que comandou o Coritiba, o treinador conseguiu duas grandes vitórias sobre o rival e que ajudaram o clube a entrar para o livro dos recordes, na ocasião, como o time que conseguiu mais vitórias seguidas do mundo.

No primeiro turno, o Coritiba bateu o Furacão por 4×2, no Couto Pereira e encaminhou a conquista do título do primeiro turno do Campeonato Paranaense. Já na segunda parte do Estadual, o Verdão goleou o rival mais uma vez, desta vez por 3×0, em plena Arena da Baixada e sagrou-se campeão do Estado.

Na disputa do Campeonato Brasileiro do mesmo ano, no entanto, o treinador não conseguiu repetir o feito e fechou sua participação na competição nacional de 2011 sem vencer o Atlético. No primeiro turno, no Couto Pereira, o Coritiba empatou em 1×1. Na última rodada do Brasileirão, os dois times voltaram a se enfrentar, desta vez na Arena da Baixada. O Coxa, que ainda sonhava com a vaga na Libertadores, perdeu por 1×0, mas viu seu rival ser rebaixado à segunda divisão do ano seguinte.

Na temporada de 2012, com o Atlético na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, os quatro confrontos do Coritiba contra o Furacão sob o comando de Marcelo Oliveira aconteceram pelo Campeonato Paranaense. Mais uma vez o treinador levou a melhor e levantou o caneco de bicampeão estadual.

Ainda pela primeira fase do Campeonato Paranaense, o time coxa-branca empatou sem gols com o Atlético, na Vila Capanema, já que a Arena da Baixada já estava fechada para ser reformada e ampliada para receber jogos da Copa do Mundo de 2014. No segundo turno, no Couto Pereira, o Coxa derrotou o Furacão por 4×2, ficou com a primeira colocação geral e teve a chance de decidir o título dentro do Couto Pereira.

Com Vanderlei, Everton Ribeiro, Rafinha, Tcheco e companhia, o Coritiba teve dificuldades, mas ficou com o título do Campeonato Paranaense de 2012. No duelo de ida, novamente na Vila Capanema, empate em 2×2 no primeiro Atletiba decisivo do Estadual. Na partida de volta, o empate sem gols levou a decisão para os pênaltis. O Verdão levou a melhor e Marcelo Oliveira conquistou seu segundo título estadual pelo Coritiba.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

No mesmo ano, o treinador acabou deixando o comando do Coritiba. O time alviverde não repetiu a regularidade do Campeonato Brasileiro do ano anterior e Marcelo, depois de quase dois anos no cargo, foi demitido no início de setembro de 2012 depois de perder para a Portuguesa por 3×0. Naquela temporada, o Coxa chegou a ficar próximo da zona de rebaixamento, mas acabou se salvando com o técnico Marquinhos Santos no comando.

A situação de agora é um pouco parecida com a de 2012. O Coritiba não está na zona de rebaixamento, mas pode, em caso de derrota no clássico Atletiba deste domingo, entrar na área de risco do Brasileirão. Para que isso não aconteça, uma das apostas do Verdão é contar com a experiência de Marcelo Oliveira e o bom retrospecto do treinador em duelos contra o Atlético.