Joinville – A torcida compareceu, fez a parte dela e o time do Coritiba retribuiu o carinho com mais uma vitória na Série B. Apesar do excesso de gols perdidos no primeiro tempo, o Alviverde conseguiu garantir o resultado mesmo com a bobeira final. Assim, com o 2 a 1 sobre o Sport, ontem na Arena catarinense, o Coxa subiu para a segunda colocação na classificação e se mantém firme no G4. Na sexta-feira, a equipe do Alto da Glória vai a Goiânia encarar o Vila Nova para tentar mais uma vez assumir a ponta da tabela.

Pela primeira vez as arquibancadas tremeram na Manchester. Ainda não como tremem no Couto Pereira em dia de casa cheia, mas quem foi matou a saudade de ver a galera gritando “Cooooxaaaaaaa”. E como já era esperado, muita gente desceu a Serra do Mar para ver de perto o time. Afinal, valia a liderança da Série B dependendo de um tropeço do Náutico. O outro time pernambucano não vacilou em casa, mas o Coritiba fez sua parte e mandou no jogo. Nem mesmo o gramado ralinho do estádio atrapalhou dessa vez. Mais acostumado com os escorregões das outras vezes, agora, o Alviverde jogou como se estivesse realmente em casa.

E como jogou. Apesar do Sport ser um adversário direto na competição, o momento das duas equipes mostra que o Coxa está melhor e isso ficou provado na série de gols perdidos. Ou seria defendidos pelo bravo Magrão? O arqueiro rubro-negro fez a diferença e foi fechando o gol como pôde. Rafinha e Enrico tiveram as melhores chances antes de Betinho estufar a rede. Após escanteio cobrado por Rafinha, Jeci desviou e o avante mandou para a rede. O Sport esboçou uma reação, mas a torcida empurrou o time para cima e Magrão passou a aparecer mais e parou novamente o ataque alviverde.

Na etapa final, o ritmo caiu quando Cerezo mexeu na equipe e equilibrou as jogadas. Com dificuldades para conseguir o segundo gol e liquidar a fatura, Ney deu o troco com Sandro, Marcos Aurélio e Fabinho Capixaba. O Coxa ganhou nova força e foi para cima. E o gol saiu. Num contra-ataque, Capixaba avançou pela direita e cruzou na medida para Marcos Aurélio só completar. O resultado fazia justiça ao momento das equipes no gramado, mas numa falha geral da zaga coxa, Eduardo Ratinho diminuiu após uma cobrança de falta no último momento de perigo.

Fica técnica

Série B – 10.ª Rodada
Coritiba: Edson Bastos; Cleiton, Pereira e Jeci; Ângelo (Sandro, 23 do 2.º), Leandro Donizete, Ramon, Rafinha (Fabinho Capixaba, 30 do 2.º), Dudu (Marcos Aurélio, 30 do 2.º) e Enrico; Betinho.
Técnico: Ney Franco

Sport
Magrão; Renato, Igor, César e Jackson (Eduardo Ratinho, 1′ do 2.º); Zé Antônio (Mateus, 20′ do 2.º), Germano, Moisés, Adriano Pimenta (Nadson, 13′ do 2.º) e Eduardo Ramos; Dairo.
Técnico: Toninho Cerezo

Local: Arena (Joinville)
Arbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Assistentes: Carlos H.enrique Selbach (RS) e Tatiana Jacques de Freitas (RS)
Gols: Betinho a 16′ do 1º; Marcos Aurélio a 35′, Eduardo Ratinho a 42′
Público Pagante: 5.866
Público total: 6.673
Renda: R$ 84.710,00 (parcial)