A contratação do meia Alexander Baumjohann pelo Coritiba pegou todos de surpresa. Até mesmo quem acompanha de perto o futebol alemão. Comentarista dos canais ESPN, Gerd Wenzel destacou o acerto como ‘estranho’.

“A gente torce para quem vem de fora, mas, francamente, achei um pouco estranha essa contratação. Foi uma aposta. É um risco porque ele tem 30 anos, sofreu com muitas contusões. O potencial que ele tinha, ele já mostrou. Agora ele tem que se impor. E já que o meio-campo do Coritiba vem precisando de um meia, é mais responsabilidade para ele”, afirmou Wenzel.

Apesar de no currículo de Baumjohann constar passagens por clubes da elite, como Borussia Moenchengladbach, Bayern de Munique, Kaiserslautern, Hertha Berlim e Schalke 04, em nenhum time ele conseguiu se firmar.

“Em nove anos de Bundesliga, só jogou 97 partidas. É muito pouco. Destas 97, ele começou como titular em 37 e foi substituto em 60, então é muita irregularidade. Nunca conseguiu se firmar definitivamente e corresponder às expectativas, e tinham até demais”, avaliou o comentarista.

Segundo o site Transfer Markt, Baumjohann jogou 4.109 minutos na Bundesliga, anotou quatro gols e deu 19 assistências. Jogou quatro partidas pela Champions League e deu duas assistências.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

Wenzel lembra que Baumjohann teve duas oportunidades na equipe sub-21 da Alemanha, mas destaca que o jogador nunca foi lembrado em uma convocação da seleção principal. O jogador é casado com uma brasileira e fala português fluentemente.