Ídolo alviverde, o ex-atacante Cléber Arado garante estar preparado e se coloca à disposição para comandar o futebol no Alto da Glória. Após a saída de Paulo Jamelli da coordenação de futebol, vários torcedores começaram um movimento para ele assumir o posto.

No momento, o ex-artilheiro toca o Rio Preto na Segundona paulista e comanda também um CT próprio, onde mantém intercâmbio com clubes da Coreia do Sul. “Entrei em contato com o presidente (Jair Cirino dos Santos) e com o Homero (Halila, diretor de futebol) e falei que queria me colocar à disposição”, revelou Cléber.

De acordo com ele, currículo para a função não falta. “Faço um trabalho no Rio Preto, tenho parcerias com o clube, tenho CT, mas foi apenas especulação, ninguém me procurou. Mas se houver interesse, para mim será um prazer”, garante Cléber.

Identificado com a torcida através de comunidades no Orkut e contatos diretos por e-mail, ele acabou entrando em contato com a diretoria devido aos pedidos dos torcedores.

“Algumas pessoas me questionavam porque eu não ia trabalhar no Coritiba. Algumas pessoas mandaram recados e até chegaram a falar com o presidente e com o Homero”, apontou.

No entanto, essas conversas não prosperaram. Pelo menos por enquanto, mas o ex-jogador já chegou até a indicar atletas para o Coxa, mesmo sem ter vínculo. “Ainda no tempo do Jamelli, indiquei três jogadores, mas não deram importância”, lamentou. Segundo Cléber, os três eram boas pedidas por estarem livres ou custarem pouco.

“O Rafael Grampola (atacante do Rio Preto) foi contratado pelo Cruzeiro, o Wesley (atacante), do Mirassol, foi para a Coreia e o Branquinho, do Botafogo/SP, foi para o Botafogo/RJ”, enumerou. No Alto da Glória, por outro lado, a contratação de um homem forte do futebol segue em compasso de espera.

Inspiração

Mas, enquanto aguarda uma proposta, Cléber toca o Rio Preto em busca da 1.ª divisão. O time está em 9.º lugar e tenta ficar entre os oito primeiros colocados para ir ao octogonal final, que promoverá quatro equipes. Curiosamente, o Rio Preto usa um uniforme inspirado no do Coritiba, por causa de Cléber.

“Antes era só verde ou só branco, e como a Penalty patrocinou o Coxa, pedi para eles fazerem um uniforme usando o modelo antigo do Coritiba”, explicou. Quem quiser mais informações sobre o ídolo pode acessar o site www.cleberarado.com.br.