Mais do que enfrentar o atual terceiro colocado do Brasileirão e de ter cinco desfalques (apesar da volta da dupla Kléber e Kazim, que há muito tempo não começa uma partida), o Coritiba também não poderá contar com o técnico Paulo César Carpegiani no comando da equipe no duelo importante contra o Atlético-MG, neste domingo (6), às 19h30, no Couto Pereira. O comandante coxa-branca foi expulso no empate sem gols diante do Botafogo e será substituído, diante do Galo, pelo seu filho e auxiliar técnico do Verdão, Rodrigo Carpegiani.

Além da boa relação de pai e filho, o entrosamento dentro e fora de campo fará com que o time não sinta tanto a falta do técnico Paulo César Carpegiani diante do Atlético-MG. Os dois, além do trabalho desenvolvido no dia a dia do Coritiba, ainda moram juntos em Curitiba e a falta de comunicação durante o jogo será bem resolvida neste compromisso.

“A gente está morando no mesmo local, a gente vem junto para o treino, vai embora junto e conversa muito nesse trânsito. A gente conversa bastante e claro que a última palavra é dele. A gente sabe se alguém machucar qual jogador pode substituir, se estiver ganhando ou perdendo qual será a substituição. Então, quanto a falta de comunicação, tudo que será feito já foi conversa anteriormente. Uma coisa que aprendi com ele é quando se vai para o jogo tem que ir se precavendo de tudo que pode acontecer durante o jogo. Isso tudo a gente faz durante a semana, faz durante os treinos. A gente faz experiências, testes e avaliações e essa falta de comunicação está bem treinada e bem projetada para aquilo que a gente venha a sofrer no jogo”, apontou Rodrigo Carpegiani.

Acostumado com o dia a dia do clube, Rodrigo Carpegiani tem também a simpatia dos jogadores alviverdes. O lateral César Benítez que, contra o Galo, deve voltar a atuar na lateral-esquerda, lamentou a expulsão do técnico, mas confia na competência do auxiliar alviverde.

“O treinador é importante dirigindo o time ao lado do campo. Infelizmente agora, nesse jogo, ele não vai estar, mas vai estar o Rodrigo (Carpegiani), que também tem a mesma ideia. A gente está se preparando há uma semana para isso e precisamos da vitória nessa partida contra o Atlético-MG”, apontou o lateral paraguaio.

Ainda de acordo com Rodrigo Carpegiani, o duelo contra o Atlético-MG pode ser o divisor de águas para o Coritiba nessa reta final do Campeonato Brasileiro. O auxiliar técnico alviverde destacou as boas atuações recentes do Coxa e pontuou a dificuldade da equipe diante do desgaste físico por conta da sequência de jogos enfrentas entre Brasileirão e Copa Sul-Americana.

“Será mais um divisor de águas. Temos que vencer, buscar os três pontos. O Atlético-MG tem uma qualidade muito grande. Estamos há sete jogos sem vencer, mas vejo muito o jogo. Contra o Figueirense só nós jogamos e a bola não entrou. Contra o Inter foi em um pênalti no final. A gente vem jogando bem e tem também o desgaste físico que atrapalha realmente. Naqueles 20 minutos finais, quando você precisa de perna, você acaba não tendo pelo desgaste físico. Será o jogo das nossas vidas, vamos buscar os três pontos para que a gente fuja da parte de baixo da tabela nessa reta final, para não chegar nem perto”, concluiu Carpegiani.