Titular no empate em 1×1 do Coritiba diante do Vitória, na noite desta terça-feira (27), no Couto Pereira, o meia Giovanni quebrou o silêncio e se posicionou sobre a possível transferência para o Goiás. O jogador admitiu que a proposta foi feita, não escondeu sua vontade de voltar ao time goiano, mas ressaltou que falta a diretoria coxa-branca aceitar liberá-lo para a equipe esmeraldina.

+ Jogo: Coxa fica no empate com o Vitória

“Nós jogadores somos um produto. Se o Coritiba aceitar a proposta eu vou. Mas se chegar a um acordo para eu ficar eu fico porque estou feliz aqui”, afirmou o jogador, que comentou sobre sua presença em campo no duelo contra o Vitória. “O Goiás fez a proposta, mas enquanto eu vestir essa camisa, que tenho um respeito muito grande, vou me dedicar, dar meu máximo como hoje, para sair com a vitória. Quanto eu estiver aqui vou dar a vida pelo clube”, emendou o camisa 10.

Os rumores para a possível saída de Giovanni já duram quase uma semana. Falta um acordo do Goiás com o Coritiba. Precisa haver uma compensação financeira ou que um jogador seja envolvido na negociação. O meia Renatinho, ex-Paraná, é o desejo da diretoria do Coxa, mas o atleta não pertence ao clube goiano, mas sim ao Mirassol.

+ Veja como foi o jogo no nosso Lance a Lance!

“Pedi para o meu empresário me passar tudo o que tem de futebol. No futebol tem muitas especulações e as vezes sai muita coisa na imprensa que não é verdade. Ontem ele me passou, falei que era jogador do Coritiba e caso algo avance no decorrer da semana, como pode acontecer, eu vou comunicando. Acreditem em tudo o que eu falo e desde que estou aqui, vocês sabem que eu sou sincero”, prosseguiu o meia.

O Goiás, além de um salário maior, teria oferecido dois anos de contrato. Na entrevista do jogador, se a diretoria do Coritiba garantir a renovação, pode haver um acordo para a sua permanência. No seu contrato com o Verdão, há uma cláusula de renovação de vínculo automática caso o clube suba para a primeira divisão com um aumento salarial.

+ Confira a classificação atualizada da Série B!

Por conta de todas as especulações, Giovanni espera que a situação seja definida nessa semana. “Sabemos que a carreira de jogador é curta e que temos que fazer renda. Estou focado aqui, tem a possibilidade de eu ir, sou profissional e vou dar a vida pelo clube. Espero que defina logo. Fica chato, né? Fica esse disse me disse, se vai ou não vai. Fica ruim para mim. Os torcedores estão próximos de nós nas redes sociais e, quando a notícia aparece, eles mandam mensagem, chamam de mercenário. Não é assim que funciona”, finalizou.