Emprestado ao Internacional até o final desta temporada, o atacante Guilherme Parede, do Coritiba, poderá ficar em definitivo no time gaúcho. O Colorado deve exercer a opção de compra do atleta ao final do contrato e tem até o dia 15 de dezembro para informar ao Alviverde a decisão.

Ganhando espaço no time titular desde a chegada de Zé Ricardo ao Beira Rio, Guilherme Parede, de 24 anos, foi essencial na vitória em cima do Bahia, por 3×2, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Ele fez um gol e deu uma assistência a Paolo Guerrero.

+ E se…? A realidade alternativa do futebol paranaense no podcast De Letra!

Quando trouxe o jogador de forma temporária, o Internacional adquiriu 25% do passe do atleta, por R$ 1,5 milhões. Agora terá que comprar mais 25% para concretizar a permanência, porcentagem referente aos direitos do Coxa e que vale R$ 2,5 milhões. Os outros 50% continuam pertencendo ao jogador. Caso feche o acordo e permaneça com metade dos direitos federativos do atacante, o prazo do contrato poderá ser de três a quatro anos, de acordo com o UOL Esportes.

Guilherme Parede faz parte do elenco colorado desde janeiro e, em meados de abril, a imprensa de Porto Alegre começou a noticiar o interesse do Inter em contar com ele por mais tempo. Nas primeiras matérias publicadas sobre o assunto, a Tribuna do Paraná entrou em contato com o executivo de futebol do Coritiba, Rodrigo Pastana, que falou, na ocasião, que realmente era necessário apenas o Colorado manifestar interesse que o negócio seria concretizado.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Está tudo previsto em contrato. Eles (Internacional) só precisam se pronunciar em dezembro”, disse o dirigente, em abril.

O atacante soma 39 jogos e quatro gols marcados com a camisa do Inter. O atleta é uma revelação das categorias de base do Coritiba e despertou interesse dos gaúchos após sua atuação na campanha do Coxa na Série B do ano passado.

+ Mais do Coxa:

+ Coritiba tem uma dúvida pra encarar o Botafogo-SP
+ Apesar de estar no G4 e com vantagem, desempenho do Coritiba preocupa Jorginho