O coordenador de futebol do Coritiba, Paulo Jamelli, deixou seu cargo no clube na manhã desta segunda-feira (30). Após um ano no Alto Glória, o gerente enfrentou algumas dificuldades como a pressão da torcida e as divergências com o técnico Ivo Wortmann a respeito de alguns jogadores.

Segundo presidente do clube, Jair Cirino, “quando há discordância entre o atual treinador e o coordenador de futebol, nós precisamos resolver isso”, afirmou. Cirino fez questão de ressaltar as qualidades do ex-companheiro de clube. “Jamelli contribuiu intensamente no desenvolvimento do futebol no Coritiba. É muito preparado e tem muitos contatos no mundo do futebol”, salientou o dirigente.

Cirino descartou a hipótese dos atritos terem surgido por causa de Rodrigo Mancha. O volante estava sendo mantido ‘fora de jogo’ por Jamelli, já que não quis prorrogar contrato com o clube coritibano. No entanto, Ivo preferiu colocar o rapaz para jogar no último jogo, contra o Paranavaí, onde se saiu muito bem. A atitude do treinador teria sido a ‘gota d’água’.

O presidente do Coxa, entretanto, pensa de maneira diferente. “Mancha tem contrato com o Coritiba e a decisão de colocá-lo em campo é do treinador”, finalizou.

Por enquanto nenhum nome foi idealizado para ocupar a posição. Enquanto isso, o diretor de futebol Homero Halila assume o departamento.