Pode uma defesa que tomou apenas 11 gols em 18 jogos ser criticada? A média é de 0,61 gol por partida, mas o zagueiro Jeci diz que ainda ouve comentários contrários à cozinha do Coritiba e aproveita o bom momento da equipe para desabafar.

Chateado, o defensor garante que nem ele nem o companheiro Pereira são lentos e os números estão aí para provar isso. Este ano, por exemplo, somente o Engenheiro Beltrão conseguiu marcar mais de um tento na defesa coxa, que ainda ganhou a partida por 5 a 2 em Paranavaí. Por isso, ele quer que os críticos olhem também para as outras equipes e façam a comparação.

“Às vezes, eu ouço comentários que a defesa do Coritiba é lenta, que a zaga do Coritiba não passa confiança e isso chateia, mas vocês (jornalistas) podem dizer o tanto e quanto a gente trabalha. Os meus testes e do meu companheiro Pereira estão com o Raul (Osieck, fisiologista). Então ele sabe da minha velocidade e eu não tenho que provar para os outros que eu sou um jogador rápido”, apontou Jeci.

Para ele, não existe uma zaga “100% rápida”. “Pode colocar nos dedos quem tem uma zaga rápida e estamos no caminho certo e o sistema defensivo está muito bom”, avaliou.

Ele também aproveita para elogiar o reserva imediato Lucas Mendes, que entrou contra o Paraná quando o técnico Ney Franco poupou Pereira. “Na pré-temporada, a gente já tinha comentado que o sistema defensivo tem grandes jogadores. A base do Coritiba está de parabéns porque vem oferecendo vários jogadores para o grupo principal e o Lucas é um deles”, apontou.

Jeci elogia mais Lucas. “Muito bom jogador, canhoto, que sabe bater muito bem na bola, tem um jogo aéreo muito bom e que, acima de tudo, está aprendendo e está no caminho certo também”, destacou.

Por isso, com a cozinha do jeito que está, Jeci só pede que os companheiros mantenham o pique nos próximos jogos. “Conseguimos vencer a partida e comentei com os meninos: faltam cinco jogos, cinco decisões e se conseguirmos entrar da mesma maneira nos outros jogos a gente tem tudo para fechar com chave de ouro esse campeonato e conseguir o título”, finalizou.

Ontem, o elenco se reapresentou no CT da Graciosa para um trabalho regenerativo para quem atuou nos dois tempos. Hoje, o técnico Ney Franco define a equipe num treinamento no Couto, mas a escalação só amanhã.