O Coritiba talvez tenha feito, diante do Palmeiras, segunda-feira (18), no Pacaembu, um dos seus melhores jogos recentes. Mas não adiantou. O Verdão perdeu por 1×0 e terminou, pela segunda vez neste Campeonato Brasileiro a rodada na zona de rebaixamento. Sobraram então lamentações pela falha defensiva cometida no gol do adversário e pelas chances de gols desperdiçadas diante do Porco.

LEIA MAIS: Coritiba repete filme de outros anos e está na zona de rebaixamento

“Foi o jogo em que tivemos mais volume de jogo, tocamos bem a bola, criamos chances, chegamos e eles, infelizmente, em erros nossos, que a gente sabe, chegaram ao nosso gol e fizeram. Temos pecado bastante nas finalizações, pois a gente cria e em uma desatenção eles chegam e fazem o gol. É levantar a cabeça, não tem outra maneira e pensar no próximo jogo contra o Botafogo. Só assim sairemos dessa situação”, apontou o lateral-esquerdo Thiago Carleto.

Muito mais revoltado e até indignado com mais um resultado negativo, o lateral-direito Dodô criticou a atuação da equipe e a falta de coletividade do Coritiba diante do Palmeiras. “Faltou mais colhão na hora de fazer os gols. Faltou trabalhar em equipe para fazer o gol. Agora temos o Botafogo em casa e temos que fazer os três pontos para sair dessa zona incômoda”, cravou o jogador.

O zagueiro Walisson Maia, apesar da derrota, foi um dos melhores em campo do Coritiba ao lado do goleiro Wilson e do zagueiro Cléber Reis, lamentou o gol tomado. O defensor alviverde admitiu que deu um branco na defesa no gol do Palmeiras e comentou ainda sobre a entrada do Verdão na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

“No momento ali deu branco, tomamos o gol e temos que trabalhar. Temos esse jogo em casa contra o Botafogo e precisamos dos três pontos para sair dessa situação incomoda. É difícil quando estamos nessa zona incômoda que nos encontramos. Entramos nela e só a gente trabalhando para sair dela”, arrematou o zagueiro alviverde.