O empate em 1×1 não foi o resultado que o Coritiba queria diante do Oeste na noite de sexta-feira (4), na Arena Barueri, mas acabou ficando de bom tamanho diante de mais uma atuação irregular da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro. Com sete pontos em quatro jogos, o Coxa segue próximo do G4 da competição nacional e, por isso, sobretudo pelas circunstâncias da partida, o ponto conquistado fora de casa foi comemorado pelos jogadores.

“Não ficou ruim esse empate. No primeiro tempo a gente deixou a desejar. No segundo tempo tivemos outra atitude, comandamos o jogo, conseguimos o empate, que não foi ruim. Vamos, agora, trabalhar para conseguir o resultado positivo em casa contra o Brasil de Pelotas”, apontou o volante Julio Rusch, autor da assistência para o gol de empate, marcado pelo atacante Guilherme Parede.

Diante do Oeste, o Alviverde voltou a apresentar velhos erros. Seguiu com dificuldades no ataque, especialmente no setor de criação, e voltou a falhar na defesa. Para o volante Vitor Carvalho, o time coxa-branca precisa melhorar seu rendimento no segundo terço do campo para a sequência da Série B.

“A gente se dedicou bastante, mas, infelizmente, não saiu a vitória fora de casa. Acho que faltou caprichar mais no passe. A gente estava conseguindo sair bem do primeiro terço do campo, mas estava errando no segundo terço e isso prejudicou um pouco o nosso time”, emendou o camisa 5.

Confira a tabela completa da Série B!

O meia Jean Carlos, contratado para ser a solução do setor de criação do Coritiba, não foi bem mais uma vez. O jogador reconheceu a jornada ruim e já foca no duelo de terça-feira (8), diante do Brasil de Pelotas, no Couto Pereira.

“No primeiro tempo erramos muito. Não fizemos um bom primeiro tempo, eu particularmente também. Erramos muito. No segundo tempo, quando encaixou, fizemos o gol e isso serve de lição, porque todos os jogos serão assim. Contra nós eles vão vir pra cima. Temos que descasar e terça-feira já tem outra batalha”, concluiu ele.