Com altos e baixos dentro do Campeonato Paranaense, o Coritiba entrará mais pressionado para o primeiro clássico Atletiba, domingo, às 16h, na Arena da Baixada. Além de voltar a vencer e cravar sua posição entre os quatro primeiros colocados, o time coxa-branca, diante do seu maior rival, vai buscar também acabar com a oscilação que tem norteada a caminhada da equipe na disputa do Estadual.

“A gente tem que acabar com essa oscilação. A gente consegue vitórias convincentes e, quando acha que vai conseguir uma sequência, acaba dando uma vacilada. Mais uma vez aconteceu diante do J. Malucelli. A gente tem que ter regularidade”, apontou o goleiro Wilson, que admitiu que independentemente do momento do Verdão, semana de clássico a pressão sempre acompanha o time coxa-branca.

“Semana de clássico sempre tem pressão, independentemente do resultado anterior. A gente sabe que é um jogo diferente, que é um campeonato a parte. Então, independente dos outros resultados, essa partida vai ter pressão e com certeza estamos preparados para isso”, cravou o goleiro alviverde.

O zagueiro Luccas Claro, que ganhou uma continuidade no time titular alviverde nas últimas partidas, afirmou que a cobrança vem mais do lado de fora, do torcedor, do que de dentro. O defensor ressaltou a importância do time coxa-branca estar tranquilo para tentar vencer o clássico Atletiba.

“A cobrança é mais de fora do que internamente. Nos cobramos sempre em todos jogos para entrar e fazer o nosso melhor. Claro que a pressão de fora vem, mas não podemos deixar entrar para dentro de campo, que nos atinja. A gente tem que estar bem focado, se dedicar ao máximo e estar com a cabeça tranquila para fazer um bom jogo e vencer a partida”, concluiu o zagueiro do Verdão.