Mais uma polêmica envolvendo o atacante Keirrison ganhou destaque ontem. O gerente de futebol do Palmeiras, Toninho Cecílio, disse que o K9 não poderá assinar contrato com qualquer clube do exterior sem o aval do time paulista.

Keirrison já assinou um pré-contrato com o Desportivo Brasil, clube da Traffic, parceira do Palmeiras. “Temos um acordo e o Keirrison não pode jogar na Europa sem a anuência do Palmeiras. Todos os jogadores são contratados em comum acordo entre o clube e o parceiro. Eles só sairão em uma decisão conjunta. Foi assim que fizemos com o zagueiro Henrique neste ano”, afirmou Toninho Cecílio à Agência Globo.

Nos últimos dias, os espanhóis Real Madrid e Valencia apareceram como prováveis destinos do artilheiro alviverde. Mas Cecílio diz que o Palmeiras não está preocupado e espera contar com Keirrison na disputa da Libertadores, no ano que vem. “Ele tem contrato com o Coritiba até abril de 2009 e, se não houver acordo, ele cumprirá na íntegra e depois se apresentará no Palmeiras”, garante.

A afirmação de Cecílio é mais um ingrediente na conturbada saída de Keirrison do Coxa. Na última quarta-feira, o clube conseguiu uma liminar na Justiça, obrigando a Traffic a depositar em juízo os valores referentes a 80% dos direitos econômicos do jogador.

A porcentagem teria sido adquirida pela empresa junto à Mais Sports Brasil, que gerencia a carreira de Keirrison. O Coritiba contesta a posse dessa parte do “passe” do K9 pela Mais Sports. Na ação, o clube reivindica 100% dos direitos sobre o artilheiro.

A decisão judicial não inviabiliza a transferência do jogador para a Traffic ou qualquer clube. Apenas deixa indefinido com quem ficará o dinheiro pago pela empresa por Keirrison.