A vitória do Coritiba por 2×1, de virada, em cima do São Bento, na última terça-feira(16) deu um importante alívio ao time que jogou diante de seu torcedor no Couto Pereira. O Coxa briga para figurar na metade de cima da Série B do Campeonato Brasileiro e os três pontos conquistados foram essenciais não somente para que a equipe consiga escalar posições, mas também para fazer o grupo trabalhar com mais tranquilidade na sequência da competição. Caso o Alviverde tivesse saído de campo derrotado, uma grave crise poderia ter se desencadeado, inclusive com a demissão do técnico Umberto Louzer, que está pressionado por resultados.

+ Leia mais: Técnico escapou da degola, diz presidente do Coxa

Após a conquista dos três pontos, o elenco coxa-branca ganhou um tempo a mais de respiro para fazer o time crescer na competição. O Coxa é o nono da tabela da Segundona, com 15 pontos, mas a décima rodada ainda não acabou e a posição do time pode mudar.

Em vias de ser demitido por não ter conduzido o time ao G4 da competição,  meta do Coritiba antes da parada da Copa América,  Umberto Louzer foi muito apoiado pelos jogadores que mostraram acreditar no trabalho do comandante. Rafinha e Giovanni foram alguns dos atletas que ao final do jogo falaram sobre a injustiça que tem sido a pressão em cima do técnico.

“A gente escuta muita besteira que as pessoas falam e a gente faz o que o Umberto fala e conseguimos vencer. A gente tem que ter personalidade para jogar e sofrer mesmo, o elenco está com a diretoria e com o Umberto”, disse Giovanni.

+ Também na Tribuna: Coritiba derrota São Bento e respira na Série B

Louzer, agradecido pelas manifestações diz estar muito próximo a sua equipe e que isso é decisivo para fazer os resultados acontecerem. Ele elogiou seus comandados, que de acordo com o técnico se entregaram em campo.

“Quero ver minha equipe jogando e vencendo. Nós precisamos ter essa sinergia e estamos em dívida com os torcedores. E esse resultado de entrega mostra o caráter de cada um aqui. Esses atletas não fizeram discurso, mostraram na prática e fizeram um jogo de alma”, enfatizou.

+ Confira a tabela e a classificação da Série B!

Ainda que esteja ‘salvo’, por enquanto, de seu cargo, o treinador garante que já está com os próximos compromissos em meta e o objetivo de conduzir a equipe à Série A muito definidos.

“Nunca vou estar tranquilo. Já vou voltar pra casa e já rever o jogo, já estudar o próximo adversário. Sou muito pé no chão. Quando ganho não está tudo bem e quanto perde não tem terra arrasada. Me cobro muito”, arrematou.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!