Dois jogos, dois gols importantes e o atacante Evandro, de apenas 18 anos, já caiu nas graças do torcedor coxa-branca. Autor do gol de empate por 1×1 contra o Corinthians, novamente nos acréscimos, a exemplo do que já tinha acontecido no duelo contra a Ponte Preta, no meio de semana, pela Copa do Brasil, a jovem promessa do Verdão dedicou mais esse gol aos seus companheiros.

“Consegui fazer esses dois gols e só tenho a agradecer a Deus e a meus companheiros, que sempre me deram força e me acompanharam. Sem eles não teriam saído esses gols”, pontuou Evandro, que admitiu que a jogada do gol, que saiu pelo lado, foi um pedido do técnico Ney Franco. “Essa jogada pelo lado é importante, o professor pede para penetrar e para acreditar na jogada. Eu acredito em todas, vou em todas. Sobrou para mim e pude fazer o gol”, acrescentou o centroavante, que recebeu o passe de Rafhael Lucas, outro das categorias de base.

Mesmo com apenas 18 anos e com dois jogos no time profissional, Evandro confirmou que já sonha em, quem sabe, ser aproveitado como titular para a sequência do Campeonato Brasileiro. “Isso é o professor que decide. Ele sabe a hora de eu ser titular. Mas vou trabalhar para isso”, concluiu o jogador, que deixou o gramado do Couto Pereira ovacionado pelo torcedor.

Justo! Leia mais do Coxa na coluna do Massa!

Alívio após empate

O sentimento dos jogadores após o empate nos acréscimos foi de alívio. Apesar do clima mais ameno, a igualdade não aliviou em nada a situação do Coxa. O volante Alan Santos elogiou a atuação da equipe, mas afirmou que chegou o momento de ter resultados positivos.

“Se não ganhamos, pelo menos não perdemos. Estamos jogando, mas não conseguimos sair com o resultado. Prefiro jogar mal e sair com a vitória. Nosso time está em evolução, está jogando bem, mas os resultados não estão vindo”, apontou.

“De ponto em ponto, no final pode fazer a diferença. O mais importante foi nossa postura. Atacamos o tempo todo”, acrescentou Luccas Claro.

Estreia

Depois do lateral-direito Rodrigo Ramos e do atacante Evandro, ontem foi a vez de mais um jogador revelado nas categorias de base do Coritiba ser lançado pelo técnico Ney Franco. Natural de Londrina, o zagueiro Juninho, de 20 anos, que estava no sub-23 na disputa da Taça FPF, foi chamado pelo treinador e jogou improvisado na lateral-esquerda.

Ivan, que vinha jogando na esquerda, ficou no banco. Contratado recentemente, Juan ainda não teve sua situação regularizada e deve recuperar a forma antes de ficar à disposição. Já Carlinhos sofreu uma fissura na tíbia e segue sob tratamento.