A marca Sou 1909, utilizada pelo Coritiba em suas lojas oficiais, é protagonista de uma polêmica envolvendo o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). E o motivo é o Internacional, rival no Brasileirão.

Em setembro de 2019, o Coxa requereu o registro da marca em questão para comércio de artigos esportivos e de vestuário. No entanto, o pedido foi indeferido em fevereiro de 2020 por “reprodução ou imitação de marca alheia”. As marcas copiadas,  na visão no instituto, seriam “Inter 1909 Store e Inter 1909 Shop”.

O Inpi não atendeu o pedido do Alviverde porque considerou registro feito pela equipe gaúcha, deferido em 2015, para mesma classe de serviços. O Coritiba entrou com recurso em julho e agora aguarda análise.

Coritiba e Inter usam marcas de forma diferente. Fotos: Divulgação

A situação, contudo, chama atenção porque não há semelhança entre as marcas – a não ser pela data de 1909, ano de fundação de ambos os clubes. No caso da marca do Colorado, o numeral sequer está destacado, mas sim compondo seu escudo.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

De acordo com o advogado Wagner Buture Carneiro, mestre em propriedade intelectual pela UFPR, é necessária a conjunção de três fatores para impedir o registro de uma marca:

a) imitação ou reprodução, no todo ou em parte, ou com acréscimo de marca alheia já registrada;

b) semelhança ou afinidade entre os produtos por ela indicados;

c) possibilidade de a coexistência das marcas acarretar confusão ou dúvida no consumidor.

O que não acontece neste caso, segundo ele. “Não tem confusão entre a Sou 1909 e as marcas registradas pelo Inter”, apontou.

“O problema é que a análise que o Inpi faz não é tão profunda, acontecem muitos erros. É muito comum ter uma marca indeferida, depois você explicar melhor a situação em um recurso e o examinador acabar revisando o entendimento. Ainda acredito que tem chance de isso ser revisto. Tudo isso depende da argumentação colocada no recurso do Coritiba”, disse Buture Carneiro.

Mesmo que o Inpi mantenha o indeferimento, o Coxa ainda poderá questionar a posição judicialmente.

É importante deixar claro que a Sou 1909 é apenas a marca das lojas do clube. A fornecedora própria de material esportivo é a 1909, marca que teve o registro requerido pelo clube em dezembro de 2011 – o deferimento aconteceu em março de 2015.

A reportagem entrou em contato com o Coxa e com o Inter, mas nenhum dos clubes quis se manifestar oficialmente sobre o assunto.

+ Mais do Coxa:

+ Coritiba devolve volante Renê Júnior ao Corinthians
+ Samir fala de salários atrasados e promete reforços pro Brasileirão
+ Jorginho revela que não renovou com o Coritiba por causa de dirigente


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?