Na irresistível campanha do Coritiba na temporada, não são apenas os jogadores de frente que estão se destacando. Pela marcação cerrada, pelos passes açucarados e lançamentos precisos, o volante Léo Gago vem chamando a atenção da torcida e recebendo elogios rasgados do técnico Marcelo Oliveira.

Tanto que o treinador até vislumbra a possibilidade de uma convocação do camisa 8 para a Seleção Brasileira. “Esse é um jogador extraordinário e está numa fase excepcional. Está combinando toda a sua técnica com a parte física. Gosta de jogar, e cada vez que ele joga o faz com mais brilhantismo, por que corre o campo todo”, avalia o treinador.

Na visão de Oliveira, Gago tem se mostrado um atleta bastante moderno. “Ele faz uma coisa que poucos volantes fazem, que é inverter jogadas de um lado para outro e bater para o gol. Ele encurta as jogadas do adversário e é um jogador que está num ano maravilhoso. Tem a crescer ainda mais e chamar a atenção do Brasil como um todo”, avalia o técnico do alviverde.

Por tudo isso, Marcelo não descarta uma convocação. “Quem sabe, e não seria surpresa se viesse a ter uma chance na Seleção Brasileira. Basta ele estar com esse ímpeto e essa vontade, por que a técnica dele é completamente diferente”, elogia.

As palavras do treinador pegaram o jogador até de surpresa, mas encheu de sonhos o volante de 28 anos. “Isso seria um sonho e fiquei muito feliz em saber que o Marcelo, que é um excelente profissional e uma excelente pessoa, está me elogiando. É um sonho chegar à Seleção Brasileira e espero que isso se concretize”, projeta o jogador.

Segundo Léo Gago, essa possibilidade é fruto do trabalho que está sendo feito no Alto da Glória. “Venho fazendo grandes jogos, mas tenho que fazer uma autocrítica, pois no começo do ano o time vinha ganhando e eu não estava tão bem”, relembra.

Mas isso passou e quem tem assistido o volante em campo tem visto um jogador diferente. O que mudou, de acordo com ele, foi a marcação. “Estou roubando mais bolas e acho isso fundamental, pois evita o passe do adversário”, analisa.

Léo Gago também aprimorou-se nos lançamentos, que estão mais frequentes e com uma precisão a la Gerson. “O Marcelo me falou para sempre que pegar a bola de um lado virar, para que a gente ganhe mais terreno no campo”, revela.

Por tudo isso, ele começa a se importar menos com o fato de não ter feito nenhum gol este ano. “Se eu continuar jogando assim, e com a gente ganhando, nem quero marcar”, finaliza o selecionável Léo Gago.