Autointitulado “News Business Development” do Coritiba, o ex-jogador Juliano Belletti garante que está firme no clube. Depois de insinuar uma saída através das redes sociais, e de ter algumas de suas funções retiradas pelo presidente Rogério Portugal Bacellar durante a entrevista coletiva do cartola no dia 16, Belletti continua seu trabalho, sem mudanças – pelo menos até o final de seu contrato com o clube.

O campeão mundial com a seleção brasileira na Copa de 2002 está no Coxa desde dezembro do ano passado. Com vínculo de um ano, foi recrutado do canal SporTV, onde era comentarista, para ser o diretor de relações internacionais do Alviverde. Seria o responsável por “internacionalizar a marca Coritiba”, como foi informado quando de sua chegada.

Aos poucos, Belletti foi ganhando espaço com Bacellar e principalmente com o vice-presidente Alceni Guerra. E acabou acumulando cargos, passando a também ser o diretor de marketing – cargo do qual foi “demitido” na coletiva do presidente. “Da parte de marketing ele já está se desligando”, avisou o cartola.

O dirigente também falou sobre o outro posto ocupado pelo ex-jogador. “Agora vamos ver se ele fica na diretoria de relações internacionais até o fim do ano ou sai antes”, disse Rogério Bacellar. Confrontado sobre essa posição do presidente, Belletti foi sintético. “Boatos não são jornalismo. Segue normal. Sou diretor do clube”, avisou.

Projeto

Acumulando os cargos no Coritiba com seus afazeres como embaixador e jogador do time de masters do Barcelona, Juliano Belletti é um dos “pontas de lança” do projeto de construção de um “novo Couto Pereira”. É ele quem apresenta o Coxa para investidores internacionais, repassando as conversas lideradas no Brasil por Alceni Guerra.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

E são eles os grandes defensores desse plano dentro do Alto da Glória – o Conselho Deliberativo é majoritariamente contrário a uma reconstrução completa, e o restante da diretoria vai ao sabor dos ventos. Isto sem contar quem é contrário à própria permanência de Belletti no Coritiba, caso do vice-presidente Gilberto Griebeler, responsável pela administração interna do clube.