A troca no comando técnico e a reestruturação do departamento de futebol do Coritiba pode abrir uma série de mudanças em campo para a disputa do segundo turno da Série B. Mudar, na verdade, foi uma das palavras mais ditas nos últimos dias pela diretoria. A atitude em campo é, sem dúvidas, a prioridade da nova comissão técnica comandada agora por Tcheco. O novo treinador alviverde, apesar de fazer parte dos profissionais permanentes do clube, tem suas próprias teorias e deve reabrir as vagas na equipe titular para a sequência da temporada.

Uma das primeiras atitudes do comandante coxa-branca foi reintegrar dois atletas que haviam sido afastados pelo ex-técnico Eduardo Baptista e pelo diretor de futebol Augusto de Oliveira ao time principal. Assim, o volante Simião e o lateral-esquerdo Abner são mais duas opções que Tcheco ganha a partir de agora para a continuidade da Série B. Além deles, jogadores que estavam sendo preteridos por Baptista também ganham sobrevida na briga por um lugar ao sol.

Ao lado do seu novo auxiliar, Matheus Costa, companheiro fiel e que garantiu o acesso à primeira divisão na Série B do ano passado pelo Paraná Clube, e de Márcio Goiano, que faz parte da comissão permanente do Coritiba, o treinador tem opções interessantes para a montagem do time. Já para o duelo diante do Atlético-GO, neste sábado, o comandante deverá ter à disposição o meia Carlos Eduardo e o atacante Guilherme, apresentados nesta semana como novos reforços do clube. Além deles, o zagueiro Geovane e o atacante Iago Dias, recuperados de lesão, podem também ficar à disposição.

Neste primeiro momento, Tcheco não deverá fazer mudanças mais contundentes no Coxa, especialmente no aspecto tático. Porém, as peças utilizadas podem ser diferentes daquelas que estavam sendo usadas. Na defesa, por exemplo, além de Abner, o zagueiro Thalisson Kelven pode reaparecer na equipe.

Guilherme quer resolver a seca de gols do ataque do Coritiba. Foto: Divulgação/Coritiba
Guilherme quer resolver a seca de gols do ataque do Coritiba. Foto: Divulgação/Coritiba

O meio de campo, pobre em criatividade nos últimos jogos, deve ganhar um novo fôlego. O meia Carlos Eduardo pode, inclusive, já ser titular. Isto porque o time coxa-branca não tem um jogador com a sua característica e que priorize mais a armação das jogadas. Não está descartada a utilização de dois armadores. Assim, Yan Sasse e até Jean Carlos seriam opções.

O ataque, tão contestado na era Eduardo Baptista, não deve sofrer muitas alterações. Guilherme Parede é um dos poucos jogadores do atual elenco que tem posição garantida. Na briga por uma chance estão Jonatas Belusso, Pablo, Alisson Farias, Bruno Moraes e o recém-contratado Guilherme. O jogador, que veio da Chapecoense, espera mudar esse panorama de poucos gols do setor ofensivo alviverde.

“A cobrança é maior, pois é o time grande da Série B. Chego para ajudar e quero muito fazer gols. O ataque é bem jovem, de muitos garotos, mas apareço respeitando todos. Confesso que vim para jogar. Não tem outro foco a não ser o acesso e o título. Temos potencial para isso”, avisou.

Confira a classificação completa da Série B

Tcheco tem trabalhado com o grupo no CT da Graciosa para tentar fazer do Coritiba novamente competitivo nesta Série B. O primeiro desafio já será complicado, diante de um concorrente direto pelo acesso e que vive uma boa fase na Segundona.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!