O Coritiba conseguiu terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro fora da zona de rebaixamento. Na estreia do técnico Paulo Cesar Carpegiani, o time coxa-branca não foi brilhante, mas, depois de um péssimo primeiro tempo, jogou para o gasto na etapa final, muito graças à entrada de Juan, que voltou após dez dias afastado, e venceu a Ponte Preta por 3×1, na tarde deste domingo (7), no Couto Pereira.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Com o resultado, o Alviverde chegou aos 21 pontos e subiu para a 15ª colocação na classificação. A equipe volta a campo no próximo domingo (14) para enfrentar o Cruzeiro no duelo direto contra a degola, em Belo Horizonte.

Com a necessidade de vencer para sair da zona de rebaixamento, o Coritiba deu mostras, no início da partida, que teria uma postura ofensiva, mas tinha pela frente a retranca da Ponte Preta. Aos três minutos, depois do cruzamento da direita, Raphael Veiga ficou com a sobra e, dentro da área, chutou fraco, facilitando a defesa do goleiro Matheus.

A Macaca, com quatro atendimentos em 20 minutos, irritava o Coxa que, sem criação alguma no meio de campo, abusava das ligações diretas. A equipe de Campinas, então, mais organizada, chegou perto de marcar aos 29. Depois do lançamento nas costas da defesa alviverde, Rhayner tentou e Wilson salvou o Verdão de tomar o primeiro.

O Coritiba, já vaiado pelo impaciente torcedor, achou um gol aos 39. Depois da boa jogada de Kazim pela esquerda, Kléber, bem colocado, bateu sem chances para Matheus e abriu o placar. Mas a Ponte reagiu rápido e, aos 42, depois da cobrança de falta, a defesa coxa-branca parou, Rhayner ficou com a sobra, chapelou de uma só vez Luccas Claro e Nery Bareiro, e igualou o placar.

No segundo tempo, o Coxa seguiu sem força no seu setor de criação. A Ponte Preta criou a primeira oportunidade, mas Wilson salvou a tentativa de Thiago Galhardo. Mais ofensivo com a entrada do atacante Neto Berola no lugar do volante Edinho, o Alviverde adiantou sua marcação, mas não conseguia ter poder de penetração para furar a retranca ponte-pretana.

O Verdão, então, apostou no talento de, que voltava da suspensão imposta pelo clube neste jogo, para fazer o segundo gol. Aos 17, o camisa 55 cobrou falta, Luccas Claro desviou levemente de cabeça, o goleiro Matheus falhou e a bola entrou mansamente no gol.

A partir daí, a Ponte Preta teve que abandonar sua postura defensiva e passou a sair mais para o jogo. Assim, foi a vez do Coritiba, seguro na defesa, controlar as ações do jogo e ter espaços para atacar. Aos 31, Neto Berola tabelou com Juan, passou pela marcação, bateu colocado e a bola saiu por pouco. Três minutos depois veio o gol que deu tranquilidade. Neto Berola fez boa jogada e foi derrubado na área por Reinaldo. Na cobrança da penalidade, Juan bateu bem e ampliou.

A boa vantagem no placar era tudo o que o Coxa queria para conseguir explorar os espaços deixados pela Ponte, que partiu para o tudo ou nada. Aos 36, Nino Paraíba fez boa jogada, chutou de esquerda e a bola saiu por pouco. Aos 41, Pottker chutou forte e Wilson fez grande defesa. A pressão da Macaca continuou. Aos 45, a defesa alviverde parou, Thiago Galhardo chutou, Wilson fez outra grande defesa e garantiu a vitória coxa-branca no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA

SÉRIE A
19ª Rodada – 1º Turno

Coritiba 3×1 Ponte Preta

Coritiba
Wilson; Dodô, Luccas Claro (Benitez), Nery Bareiro e Juninho; Edinho (Neto Berola), João Paulo, Raphael Veiga e Iago (Juan); Kazim e Kléber.
Técnico: Paulo César Carpegiani

Ponte Preta
Matheus; Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Antônio Carlos e Reinaldo; Abuda (Elton), Malcon, Thiago Galhardo e Clayson (Roger); Rhayner (Wellingnton Paulista) e Pottker.
Técnico: Eduardo Baptista

Local: Couto Pereira
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Napomuceno Junior (RS)
Gols: Kléber, 39, e Rhayner, 42 do 1º; Luccas Claro, 17, e Juan, 34 do 2º
Cartões amarelos: Juninho, Iago, João Paulo, Kléber (COR); Abuda, Antonio Carlos, Thiago Galhardo (PON)
Público pagante: 7.238
Público total: 7.754
Renda: R$ 102.645,00