A estreia na Sul-Americana não foi das melhores, o time ainda não conseguiu sair do atoleiro, mas o técnico Ney Franco prefere olhar para frente. Hoje mesmo, ele assume o comando e quer vida nova para o clube.

“Passei agora no vestiário e passei aos atletas que a partir de amanhã (hoje) é um novo recomeço, um novo projeto onde nós vamos tocar no assunto de Sul-Americana só no próximo jogo (na volta)”, apontou o treinador. Para ele, o pensamento agora tem que ser o Brasileirão. “A gente começa fazendo um projeto de recuperação dessa equipe dentro do campeonato”, avisou.

Para tanto, o time embarca hoje em Salvador direto para o Rio de Janeiro para se preparar melhor para o confronto de domingo contra o Fluminense. “Em cima disso, no sábado (amanhã), a gente faz um trabalho tático e começamos vida nova”, destacou. Mas e mais essa derrota?

“Em termos de resultado para competição de mata-mata não é bom. Nessa competição, nós temos a condição, dentro de casa, de reverter a situação, é um jogo que tem dois tempos distintos e no nosso mando de campo esperamos ter a mesma eficiência que o Vitória teve aqui no Barradão”, projetou.

Já o zagueiro Pereira lembrou que os erros têm sido os mesmos constantemente. “Tem acontecido com o nosso time, praticamente quase todo jogo, a gente vai atacar e acaba errando a bola e, nos contra-ataques, os adversários estão levando vantagem”, analisou.

Mesmo assim, o companheiro de cozinha, Cleiton, espera mudar isso daqui para frente. “A equipe está se reestruturando, tem um novo treinador aí e a gente vai procurar corrigir os erros”, finalizou o defensor. Diante do Flu, Marcelinho Paraíba, Jailton, Jeci e Leandro Donizete deverão retornar.